quinta-feira, 26 de junho de 2014

Hoje é dia de conferência da Google.

O lema da edição deste ano é Design, Desenvolve, Distribui e apesar de ser destinada a programadores, teremos novidades interessantes para todos durante a I/O da Google. 

A abertura das conferências está marcada para as 16 horas de hoje, hora de Portugal Continental. O Engadget fez um resumo de tudo o que se pode esperar na edição deste ano da Google I/O.
A Google deve dedicar muito do seu tempo a falar e mostrar dispositivos wearable com o Android. Sabe-se que esta é uma das tendências do momento e a LG e Motorola devem ser dois dos parceiros escolhidos pela Google para alguns produtos interessantes. Samsung, Fossil, HTC e Asus podem ainda engrossar esta lista e é provável que se veja pelo menos um relógio inteligente.
O projeto Quantum Paper deve ser apresentado e pretende uniformizar a experiência de utilização nos diversos produtos da Google seja em Android, em iOS ou através da Web. Espera-se uma interface redesenhada, uma vez que já passaram dois anos e meio sobre o Android 4.0, a última grande revolução neste segmento. O Project Ara e o Project Tango, um smartphone modular e mapeamento e jogos 3D, respetivamente, devem também ser mais detalhados durante estes dias.
A Android TV deve ter tido alguns avanços que a Google deve querer partilhar na I/O. O objetivo parece ser desenvolver um sistema de descoberta de conteúdos através de um sistema de recomendações e os programadores vão poder criar apps para a TV com acesso a input de voz, notificações, sugestões e ligações com Netflix e Hulu Plus. Este produto pode ser visto como um concorrente às ofertas da Amazon, Apple e Roku.
No campo da saúde, a Google deve ter novidades como a Apple e a Samsung e apresentar uma plataforma de armazenamento de dados de apps de fitness e sensores ligados ao utilizador. A Google deve reforçar a integração na Open Automotive Alliance, um consórcio que junta Audi, Hyundai, GM e Honda no desenvolvimento de tecnologia para integrar nos automóveis.
Por fim, espera-se ainda uma versão mais avançada dos Google Glass, uma vez que a empresa anunciou que o lançamento do dispositivo para o público em geral deve acontecer este ano.