quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Sony processada pelos funcionários que tiveram dados roubados


sony_tribunal_1

As últimas semanas da Sony não têm sido fáceis para a empresa. O roubo dos dados e as fugas de informações que têm acontecido têm mostrado que esta empresa não tem sabido lidar com este problema e que o mesmo está fora do seu controlo.
Até agora os problemas estavam a vir directamente dos hackers que lhes furtaram os dados, e que os têm estado a revelar publicamente, mas parece que o foco pode estar a virar-se para dentro da empresa.
O mais recente problema vem agora dos seus próprios funcionários, que colocaram a Sony em tribunal, por esta não ter garantido a protecção dos seus dados.
O processo que agora deu entrada no tribunal Central Distrital da Califórnia está a ser apresentado por um grupo de ex-funcionários da Sony, encabeçados por Michael Corona, e que pretendem uma indemnização por esta empresa não ter garantido as medidas de segurança necessárias para salvaguardar a sua privacidade e a dos seus dados.
Segundo a acusação, a Sony deveria ter aplicado medidas mais fortes para a protecção dos seus dados e dos seus funcionários, evitando assim que toda a sua informação pessoal tivesse sido roubada e propagada para o mundo.
É ainda afirmado que apesar de todos os alertas que foram feitos e pela experiência anterior, a Sony deveria ter protegido a sua informação de forma mais eficaz, em vez de assumir o risco e não tomar qualquer medida.
Em concreto este caso baseia-se na fuga que existir de mais de 47 mil números de contribuinte de funcionários no activo e também de ex-funcionários da Sony.
A queixa, de 45 páginas, baseia-se no furto de informação sensível e pessoal, abrange áreas como os números de segurança social, moradas de casa, números de telefone, scans de passaportes e cartões visa, avaliações e registos de saúde.
Toda esta informação foi levada pelos hackers e este furto teria sido evitado se a Sony tivesse tomado as medidas certas para se proteger e aos seus funcionários.
sony_tribunal_2
Este é só mais um problema no vasto leque de situações anormais que têm afectado a Sony nos últimos tempos. O roubo de mais de 1TB de informação da sua rede levou já à publicação da lista de filmes a serem estreados, aos próprios filmes e a toda uma vasta e completa lista de informação sobre os seus funcionários.
O ponto de entrada na rede da rede da Sony foi remendado de imediato, mas as ondas de choque ainda se fazem sentir, com novas informações a surgirem a público, algumas delas comprometedoras para a Sony.
Não vai ser uma situação simples de resolver e que provavelmente apenas o tempo a conseguirá fazer desaparecer, quando os dados furtados deixarem de fazer sentido.