quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Anonymous atacam redes sociais do Estado Islâmico


O grupo de hackers  Anonymous diz ter desativado pelos menos 100 contas de redes sociais que acredita serem usadas para recrutar combatentes para o Estado Islâmico. A maioria dessas contas atualmente estão suspensas ou indisponíveis. 

Numa publicação intitulada «#OPISIS»,  o grupo mostra uma lista de 90 utilizadores do Twitter que «colocou offline» e afirma ainda que algumas estão a ser removidas do sistema. O grupo lista os endereços electrónicos de  doze contas de Facebook de pessoas que diz serem suspeitas de ter estado em contacto com terroristas da Síria e do Iraque de modo a «ficar de olho» nas mesmas. 

Os Anonymous avisaram também os membros do Estado islâmico, detalhando os planos que tem para sistematicamente apagar e expor os extremistas afiliados: «Vamos caçá-los, deitar a baixo os seus sites, contas, emails e expô-los...de agora em diante, não há nenhum lugar online seguro para vocês...Vocês serão tratados como um vírus e nós somos a cura...» 

Os comentários foram publicados no «Pastebin», um site usado pelos hackers para publicar os dados que recolhem. A mesma publicação está ligada a um vídeo do Youtube que explica mais sobre o ataque.