quinta-feira, 17 de julho de 2014

Microsoft anuncia o fim dos smartphones Nokia X com Android

Hoje está a ser um dia complicado para a Microsoft. Depois de anunciar o despedimento de 18 mil colaboradores, a empresa anunciou também que vai reduzir os esforços noutros sistemas operativos para se concentrar no seu principal objectivo, fazer crescer o segmento do Windows Phone, mesmo nos segmentos de baixo preço.
Segundo Stephen Elop, vice-presidente executivo da Microsoft Devices, esta decisão visa focar a empresa em áreas em que é possível agregar mais valor.

Sem margem para dúvidas que é uma situação estranha, isto porque a compra da área de mobilidade da Nokia, os lançamentos do Nokia X e as mais recentes versões o Nokia X2, nada faziam prever um desfecho destes.
Sabia-se que estes dispositivos eram estranhos à filosofia da Microsoft e que a curto prazo poderiam ter um rumo diferente dentro da nova estrutura. Apenas não havia certezas de como seriam tratados. Agora o caminho está mais claro e com ideias bem definidas.
Fruto dessa nova filosofia, implementada por Satya Nadella, a Microsoft está agora ainda mais focada em preparar o mercado para o Windows Phone e para o seu crescimento. Para isso foca-se em apostar, num futuro próximo, no volume de vendas do Windows Phone, focando-se no segmento de dispositivos mais baratos, que é o mercado que mais está a crescer, com a família Lumia.
A somar às ofertas já conhecidas, planeiam disponibilizar dispositivos Lumia de entrada de gama, mudando os planos na aposta nos produtos Nokia X para dispositivos Windows Phone. Esta mudança está a ser já preparada, contudo, vão continuar a vender e dar suporte aos produtos Nokia X que estão no mercado.
Poderá ser uma nova fase da Microsoft ou uma consequência do que se passa no mercado global?