sexta-feira, 25 de julho de 2014

Guia do Facebook: Como saber se um perfil é falso?

Existem milhares de diferentes contas no Facebook. Umas de pessoas que conhecemos pessoalmente, outras de pessoas que ‘já ouvimos falar’, outras de famosos e outras que deixam algumas dúvidas.
Estima-se que hajam mais de 76 milhões de perfis falsos no Facebook, mas existem várias formas de identificá-los.
Vamos conhecê-las!
22-07-2014 23-15-57

Existem várias pessoas no Facebook com intenções menos boas e, dessa forma, criam perfis falsos com vários finalidades, tais como vasculhar os perfis de terceiros, insultar, tentar conversas menos adequadas, passa despercebido, entre outros.
Nem sempre é fácil identificar perfis falsos, mas aqui ficam alguns passos essenciais:
Conhece a pessoa?
Um dos sinais mais evidentes de que pode ser um perfil falso é quando, na verdade, não conhecemos a pessoa, nem pessoalmente, nem da Internet. Não se conhece o nome, nem a fotografia (se a tiver) e, portanto, será melhor explorar esse mesmo perfil antes de tomar a decisão de aceitar. Caso não tenha muitas mais informações, aconselhámos a não adicionar aos amigos.
Têm amigos em comum?
Podemos até não conhecer mas, a haver alguns amigos em comum, até pode ser alguém que se interessou pelo nosso perfil. Contudo é importante ver a quantidade, e qualidade, desses mesmos amigos. Se tiver menos de 10 amigos em comum, deve ter cuidado pois pode ser alguém que, com um perfil falso, adicionou alguns amigos seus para poder ganhar mais ‘credibilidade’. Analise igualmente a qualidade, isto é, o grau de significância que esses amigos em comum têm para si. Quanto menor o grau de significância, maior será a probabilidade de ser um perfil falso.
Analise bem a fotografia
Grande parte das vezes, nos perfis falsos, as pessoas que os criam retiram as fotografias da própria Internet. Optam por fotografias de pessoas ‘vulgares’, ou seja, que não sejam conhecidas nem famosas, e que possam ser facilmente confundidas pro alguém ‘real’. Noutras vezes optam por imagens diversas como animais, flores, etc. Podem ainda optar por não colocar fotografia.
Sempre que estiverem desconfiados, analisem bem a fotografia de perfil, e pesquisem-na no Google para ver se há possibilidades desta ter sido retirada da Internet. Verifiquem igualmente a qualidade da fotografia (menor qualidade pode ser indício de falso), bem como a existência de marcas de água, urls na imagem, entre outros.
23-07-2014 21-26-37
Actividade no Facebook
Outro aspecto importante que deve ser analisado é a actividade da pessoa no próprio Facebook. Ou seja, deve-se verificar, antes de mais, quando é que aquele perfil foi criado. Quanto mais recente for o perfil, maiores a probabilidades de ser falso. Analise igualmente o conteúdo que é publicado, pois, por norma, nos perfis falsos ou não há qualquer conteúdo, ou existem conteúdos duvidosos como fotografias de perfil (falsas) e algumas publicações para ‘disfarçar’.
Nessas mesmas publicações, verifique o feedback, ou seja, tem likes e comentários? É normal no Facebook termos o feedback dos nossos amigos naquilo que publicamos e, caso esse feedback seja inexistente, mais se intensifica a probabilidade de se tratar de um perfil falso!
23-07-2014 21-38-28
Verifique o nome do perfil 
Para apanharmos os ‘criminosos’ devemos, antes de tudo, pensar como eles. Portanto, se quisesse criar um perfil falso iria colocar um nome estranho? Não! Quanto mais vulgar, mais passa despercebido e não levanta tantas questões. Assim, será mais provável que os perfis contenham nomes como Ana, João, Maria ou António e apelidos como Pereira, Sousa ou Oliveira. Claro que a vulgaridade destes nomes varia de local para local.
Explore todo o perfil para verificar os dados existentes
Se um perfil é falso então, obviamente, que os dados devem igualmente ser falsos. Isto se o perfil os tiver pois podem também criar um perfil com a menor informação possível, o que deve acautelar de imediato a aceitação de amizade.
Mas, se por acaso tiver dados, vamos analisá-los. Verifiquem as informações básicas como data de nascimento, localidade, etc. Quanto mais pormenorizadas e ‘credíveis’ forem estas informações, menos probabilidade existe de ser um perfil falso. No entanto… não significa que não seja. Pois quem quiser fazer um perfil falso bem feito, dar-se-á a este trabalho.
Verifiquem se existem laços familiares como primos, tios, etc. e se os conhece. Este é um dado muito importante pois, a não ser que aqueles ‘familiares’ sejam igualmente falsos, é pouco provável que a ter familiares, seja um perfil falso, uma vez que a outra pessoa tem que aceitar essa mesma relação.
Estes são os passos essenciais para a identificação de um perfil falso no Facebook.