terça-feira, 15 de julho de 2014

Criador dos Glass deixa Google e vai para Amazon

Um dos mentores do projeto Glass e diretor desta unidade de negócio da Google acaba de trocar a gigante da Net pela Amazon. O trajeto do Glass começa a fazer lembrar o do Google+.

Em apenas um ano, o Google Glass passou de ser o elemento dominador da conferência Google I/O para ser quase ignorado. As atualizações do sistema operativo fizeram com que o Glass se tornasse lento e com bugs e que perdesse a capacidade de videochat. Agora, o próprio mentor da ideia, Babak Parviz, está de saída para a Amazon.
O anúncio foi feito pelo próprio na rede social Google+. «Fundei e coordenei o desenvolvimento de alguns esforços na Google (o Glass e o Contact Lens já foram tornados públicos), antes de me mudar para a Amazon e trabalhar noutras coisas», escreveu Parviz, citado peloArsTechnica.
O projeto Contact Lens refere a integração de elementos tecnológicos nas lentes de contacto.
O Google Glass parece-se cada vez mais com o Google+: foram o destaque da Google durante algum tempo, dominaram a I/O para serem praticamente esquecidos no ano seguinte e enfrentam a concorrência feroz de competidores como o Twitter, Facebook e o Android Wear.