sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

TOP 10 Apps de chat alternativas ao WhatsApp

A comunicação é actualmente o mais importante foco mundial. A Internet, como meio de comunicação mais abrangente e o que mais cresceu ao longo da última década, fornece ferramentas importantes para o ser humano comunicar livremente. Notícias como a compra de um serviço, o WhatsApp pelo Facebook, são hoje importantes notícias de destaque nos jornais, principalmente quando estão em causa valores de compra milionários!
Apresentamos agora 10 outras alternativas ao WhatsApp, focando algumas novidades e sobretudo, mostrando que a alternativa por vezes é substancialmente melhor que o principal serviço do mercado.



Mas porquê deixar o WhatsApp? É uma pergunta que se tem feito depois deste ter sido comprado pelo Facebook. Bom, não há uma causa “de força maior”, mas tem sido notado um certo desconforto com esta troca de mãos e isso viu-se recentemente pelo crescimento de um outro serviço, o Telegram que abordamos recentemente.
O mercado das apps de comunicação, as chat apps, estão na ordem do dia e a facturar milhões. No início deste mês, a conhecida empresa cipriota, a Viber Media Inc., que tem cerca de 300 milhões de utilizadores registados, vendeu o seu produto, o Viber, a uma empresa japonesa, a Rakuten Inc. por 900 milhões de dólares. Alguns dias depois, o WhatsApp era comprado pelo Facebook por 16 mil milhões de dólares.
Mas quanto vale este mercado?

Perspectiva mundial do poder destas aplicações
Vale muito mesmo! Tanto é que as empresas proprietárias de serviços similares começaram a mexer-se e a mostrar os seus produtos, alternativas que de hoje em diante podem também valer milhões como a concorrente do Facebook.
Vamos mostrar 10 aplicações que estão actualmente neste segmento e com forte oferta. Muita qualidade e opções de conversação, são o mote para esta escolha.
1. KakaoTalk Messenger

Um dos mais completos do mercado
KakaoTalk Messenger poderá ser o próximo grande trunfo deste segmento. Além de ser uma das apps mais usadas no mundo, principalmente nos países asiáticos onde a aplicação é já escolhida pela maioria dos 130 milhões de utilizadores, a sua oferta vai mais além do tradicional, é o “pacote completo”.
Mas quais são os trunfos desta app?
O KakaoTalk Messenger oferece chamadas e mensagens gratuitas, tanto de um para um como de um para um grupo, permite usar em todas as plataformas móveis e nos desktops. Outro recurso interessante e muito usado na América do Sul é a função walkie-talkie simples.
Depois traz uma forte componente lúdica. Disponibiliza mais de 250 emoticons animados e óptimos temas grátis, traz incorporado filtros de voz “divertidos” de Talking Tom & Talking Ben e permite que o seu Kakao seja personalizado com um tema a seu gosto.
As funções normais, como a partilha de vídeos, fotos, contactos, a voz de alta qualidade HD, o envio de textos, vídeos e fotos de forma muito rápida e os aspectos de segurança, onde os dados de chat são completamente criptografados, permitem dizer que é um dos melhores.
Mas há muitas outras fantásticas características, como uma loja de jogos e outros serviços disponível dentro da app…. use e diga de sua justiça.
2. Hangouts

Serviço da Google que goza do seu completo ecossistema
Os Hangouts dão uma nova vida às conversas individuais e de grupo com fotografias, emoji e chamadas de vídeo gratuitas. O sistema de chat da Google permite que se ligue aos seus amigos através de um computador, telemóvel ou tablet. As vídeo-chamadas tornam um Hangout mais divertido e uma das melhores soluções hoje existentes no mercado. Transforme uma conversa numa video-chamada com um máximo de 10 amigos.
Veja e use os Hangouts em qualquer dispositivo. Seja notificado(a) apenas uma vez. Após ver o alerta, este desaparecerá dos restantes dispositivos.
Suspenda notificações caso prefira responder mais tarde, consulte as conversas anteriores, incluindo as fotografias partilhadas e o histórico da vídeo-chamada. Isto e muito mais para conversar gratuitamente. Pela utilização, ainda não está totalmente afinada, mas será um bom recurso dado o cenário de milhares de utilizadores.
Esta App que é gratuita está disponível para iOS, Android e para Google Chrome.
3. Viber

O Viber é actualmente um dos mais completos e com mais qualidade
O Viber é uma aplicação para iPhone, Android, BlackBerry, Bada, Nokia e Windows Phone que permite estabelecer chamadas e enviar mensagens gratuitamente entre utilizadores que tenham a aplicação instalada. Basta instalar, fazer o pedido de agregação à rede, receber um SMS com um código e temos a funcionar a aplicação que nos liga a um sistema inovador.
Mas podemos utilizar no desktop?
Sem dúvida e com muita qualidade. Há algum tempo a empresa desenvolveu o seu serviço para Windows e Mac OS X, o que estendeu consideravelmente a sua acção a outro segmento também ele muito apetecível.
A Viber foi pioneiras no que toca a permitir usar estas infraestruturas para enviar mensagens de texto e voz sem gastar um cêntimo. A qualidade de som e a possibilidade de ser usado em multi-plataforma deu ao Viber um reconhecimento e por isso é dos mais populares e usados no mundo. Continua a ser dos melhores, embora não tenha evoluído em termos de funcionalidades no segmento mobile.
Curiosidade:
Depois da aquisição do WhatsApp e do aparecimento em grande do Telegram ao conhecimento dos utilizadores, os responsáveis pelo Viber decidiram apostar de forma mais ousada. Tentando atrair os utilizadores que estavam a “desertar” do WhatsApp e a encaminhar-se para o Telegram, o Viber anunciou, nesta terça-feira, que permitirá chamadas gratuitas para todo e qualquer telefone fixo no Brasil através do Viber Out. Estamos a falar de milhões de utilizadores que terão chamadas para a rede fixa “gratuitas”
4. Skype

O Skype continua a ser o mais popular software para vídeo-conferência
Esta é uma das mais faladas ferramentas de comunicação da actualidade. Isto pela “exigência” da Microsoft, actual proprietária do serviço, em passar todos os utilizadores do MSN Messenger para esta plataforma.
Foi pioneira no serviço VoIP e trouxe muitas das ideias ao mercado das comunicações que hoje conhecemos. Podemos falar através de vídeo, mensagens e até deixar uma mensagem de vídeo gravada para quem está offline, graças ao incremento por parte da Microsoft.
Tem suporte para Windows, Mac OS X, iOS, Android, Windows Phone, BlackBerry e Nokia, e de outras plataformas. Além disso, tem integração no Outlook permitindo uma utilização Web de todas as suas capacidades.
Já foi simples, já foi complexa, hoje está em vias de simplificação e unificação, ainda falta bastante para ser o que em tempos foi, uma escolha de confiança, isto porque a imposição nunca foi uma boa política. Vamos ver a evolução desta ferramenta.
5. Kik Messenger

Segundo os responsáveis pelo Kik esta rede conta já com 100 milhões de utilizadores
Segundo os responsáveis do Kik, este tem já 100 milhões de utilizadores que o adoram! Esta é uma App de mensagem instantâneas, bastante rápida, simples e pessoal para smartphones, que o liga facilmente e a custo zero aos seus contactos. O Kik é de uma nova geração de mensagens instantâneas para smartphones, é uma app mais rápida e confiável deste segmento de mercado. E com as notificações de mensagens enviadas, entregues, lidas e digitadas, as suas conversas terão vida.
Tem a particularidade de atribuir ao utilizador um nome Kik e não um ID usando o número de telefone, como muitos usam, proporcionando ao utilizador alguma privacidade. Não é à toa que o Kik é a principal forma com que as pessoas se comunicam através de outras aplicações de cariz social, tais como o Instagram, SocialCam e Viddy.
O Kik Messenger está disponível gratuitamente para iOS, Android, BlackBerry, Ovi e Windows Phone.
6. BlackBerry Messenger

Uma das mais seguras e mais estáveis
BlackBerry Messenger é um cliente de chat oficial para dispositivos BlackBerry, iOS e Android. Essencial para conversar, enviar SMS e manter o histórico da conversa. Embora tenha um grafismo menos rico que outros, tem a particularidade de ser também ele muito rápido, personalizável e seguro. Esta App permite organizar os contactos pela sua preferência, criar atalhos personalizados e adicionar novos amigos sem complicação.
No BlackBerry Messenger, cada pessoa tem um perfil exclusivo com senha e até um código QR individual. Para incluir um novo contacto, basta enviar uma mensagem directa com o PIN ou endereço de e-mail.
Mas esta app e serviço ficam atrás de outros agora populares?
Não, em nada mesmo. O BBM é também ele muito completo, embora menos popular que alguns da actualidade mas, provavelmente, foi o primeiro a receber algumas funcionalidade hoje ditas essenciais. Assim, use-o para se ligar a amigos, familiares ou conhecidos através de chats instantâneos, chamadas de voz, partilha de fotografias, notas de voz e muito mais.
Converse com amigos quer pelo iPhone que pelos muitos dispositivos Android que usam a app BBM sempre em modo activado e pronto a responder. Esta app foi uma das pioneiras nos ticks para o notificar quando as mensagens são entregues e lidas. Diga “Olá” com o BBM Voice, onde terá chamadas de voz gratuitas entre contactos do BBM.
Depois partilhe rapidamente fotografias, documentos e notas de voz. Envie também aos seus contactos a sua localização em tempo real num mapa, fornecido pela Glympse. Saiba quando os contactos respondem à sua mensagem e use ícones emotivos para cada estado e emoção, estes permitem expressar os seus sentimentos.
Mas há muito mais para explorar. Como disse inicialmente, esta é das melhores ferramentas de chat da actualidade.
7. WeChat

Um dos mais usados serviços IM do mundo… vindo da China
Este é uma chat muito popular… porque é muito usado na República Popular da China. Claro que com isso tem um leque de utilizadores que superou os 300 milhões de utilizadores.
O formato do sistema é semelhante ao Viber e WhatsApss onde, via número de telefone, recebemos um código para registar o nosso número na rede do serviço e depois temos chamadas via VOiP e SMS gratuitamente como já conhecemos noutros serviços.
Mas é uma app e serviço que vale a pena?
Provavelmente sim, na China. Mas não quer dizer que não seja útil cá. Esta app permite muitas funcionalidades interessantes, como convidar amigos enviando um código QR, permite vídeo-conferência e a utilização de emoticons à farta, permite chamadas de voz, é muito gráfico bem ao gosto do povo oriental, muitos bonecos e fotografias por todo o ecrã. Traz algumas funcionalidades, como agitar para que outras pessoas que estão também a agitar o smartphone saiba que está a fazer o mesmo… é um tipo de “encontre amigos”.
8. Voxer

Este é um serviço diferente. É daquelas Apps que são usadas muito na América Latina e nos Estados Unidos. Aliás, o descritivo no site da aplicação mostra mesmo a App em acção num meio profissional. Voxer é um sistema de envio de mensagens ao estilo Walkie-Talkie.
Em vez de escrever uma mensagem de texto, o utilizador apenas tem de escolher o contacto, apertar o botão e falar. Ao largar o botão a mensagem de voz é enviada. Fantástico.
Esta aplicação está disponível gratuitamente para iOS e Android. Claro que além da voz, também pode enviar fotografia e mensagens de texto. Outra grande particularidade é poder manter conversas em grupo no mesmo estilo Walkie-Talkie.
9. Snapchat

O serviço que recusou ser comprado pelo Facebook, e cujas mensagens se auto-destroem em apenas 10 segundos
Como pudemos ver nas primeira imagem da descrição deste artigo, o Snapchat é um dos mais populares do mundo. Trata-se de um serviço de mensagens instantâneas, que actualmente é um sucesso, por ter uma particularidade interessante: as suas mensagens, vídeos e fotos destroem-se 10 segundos após a visualização.Contudo, os criadores recusaram a proposta de compra feita pelo Facebook por 3 mil milhões de dólares pois, segundo dizem, este é um serviço que vale muito mais que isso.
Relativamente à aplicação em si, é bastante interessante ao nível de usabilidade e simplicidade de uso, com uma interface muito apelativa, rápida e com algumas funcionalidades diferentes (muito na ‘onda’ do pressionar para realizar determinada acção).
Esta app está disponível para iOS e Android gratuitamente.
10. Line

Line é uma app fantástica, a opção para quem quer algo simples mas muito funcional
O Line é muito interessante. Começa logo pelo fundo da App, agradável e muito parecida a outros serviços deste género. Colocamos o nosso número de telefone, recebemos um código e estamos registados na rede. Personalizamos com o nosso nome e imagem e temos os contactos sincronizados, assim como uma selecção daqueles que usam a App.
Com esta App o utilizador quer do iOS, Android, Windows Phone, Nokia, BlackBerry, bem como no PC, com Windows, Windows 8 ou Mac OS X, podem seguir as conversas e tratar das mesmas a partir dali.
O sistema permite anexar vídeo, imagens, localização, contacto e uma mensagem de áudio. Outro serviço também muito interessante.
Destas sairá uma que dentro de alguns meses será comprada por algum gigante. Haverá uma destas que vai ficar bom uma fatia interessante de utilizadores do WhatsApp e de outros chats. Há outras alternativas, mas na nossa opinião estas são as que, independentemente da plataforma, servem com mais qualidade.

Boeing Black: um smartphone Android que se auto-destrói

Quando ouvimos falar da Boeing salta-nos logo à ideia os grande aviões, aeronaves que são o expoente máximo do que toca a tecnologia e segurança. Mas desta vez a empresa norte-americana é notícia pelo lançamento de um smartphone Android, o Black. Este é um smartphone que cumpre à risca as mais apertadas regras de segurança da empresa, a tal ponto que, em caso de violação da informação contida, ele auto-destrói-se!
A Boeing desenhou e produziu este equipamento para que integre os produtos de defesa da empresa e destinam-se para uso dos seus quadros, funcionários e clientes específicos. A capacidade de autodestruição não quer dizer que o smartphone possa explodir ou implodir o seu conteúdo. O que o smartphone faz é eliminar todos os dados armazenados no caso de haver alguma tentativa de violação do smartphone, se, por exemplo, alguém tentar abrir o dispositivo para remover os dispositivos de armazenamento.
Segundo a reuters, o dispositivo traz vários recursos de segurança, como ferramentas de criptografia, plataforma Android personalizada com inclusão de reforçadas políticas de segurança rigorosas e um sistema de monitorização, capaz de bloquear o acesso ao dispositivo quando há alteração indevida de software ou hardware.
Segundo um responsável da empresa:
Não há peças substituíveis no Boeing Black, e qualquer tentativa de manutenção ou substituição de peças irá destruir o produto. O Boeing Black é fabricado como um dispositivo fechado, com epóxi ao redor do chassi e com parafusos, cujas cabeças possuem uma cobertura que identifica tentativas de desmontagem. Qualquer tentativa de abrir o dispositivo, activa funções que apagam os dados e software contidos nele, e o tornam inoperante.
A Boeing revelou já algumas especificações do smartphone, o ecrã é de 4,3 polegadas e conta com uma resolução de 960×540. O processador é um dual-core de 1,2 GHz, e suporte a 4G LTE, Wi-Fi, Bluetooth 2.1 e cartão microSD. Este dispositivo é dual SIM supostamente para poder ter uma rede secreta e outra convencional. Pesa 170g e apresenta 13,25 mm de espessura, 67,6 mm de largura e 131,9 de altura.
Pequeno, robusto, discreto e com bastante usabilidade
Além disso, o Black é modular, ou seja, o utilizador poderá acrescentar dispositivos conforme as necessidades. Na traseira do smartphone há uma porta de expansão para encaixar módulos como um sensor biométrico, antena de satélite ou uma bateria extra (inclusive com carregamento solar).  Também traz uma porta PDMI, que pode ser usada para o ligar noutros dispositivos multimédia.
Este não é um dispositivo para o público em geral, foi talhado para utilizar serviços e software governamental e militar. Numa altura em que vários ramos da defesa norte-americana está a substituir os seus equipamentos BlackBerry, este poderá ser um dispositivo dedicado às necessidades de quem os vai operar.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Dica: Saiba como impedir a execução de aplicações no Windows

O Windows permite alguns truques interessantes para lá da interface de aplicações ou serviços… e podemos tirar partido disso! Há dias fui confrontado com uma necessidade de um amigo. Queria impedir que um dos utilizadores do seu computador, um dos seus filhos, tivesse durante um determinado período de tempo o acesso à Internet bloqueado.
Há várias, desde software no Windows a configurações no próprio router, mas decidi que era interessante dar-lhe a receita para impedir a execução da porta para a Internet: os browsers!
restringir_apps_0

O pai do adolescente é um utilizador sem receio de mexer e tem alguma experiência mas na pura óptica do utilizador. Embora não seja a mais usual, esta receita é muito simples de usar e permite que bloqueiem a execução de uma ou mais aplicações, sem recorrer a qualquer software, que poderia ser terminado, ou sem recorrer a alterações na política de uso do utilizador.
Com uma simples alteração do registo do Windows podem definir quais as aplicações que estão bloqueadas, sem que os utilizadores entendam que a limitação está a este nível.
Qualquer utilizador com permissões de edição do registo do Windows pode fazer ou desfazer esta configuração, pelo que devem ter algum cuidado ao aplicá-la pois a mesma pode ser facilmente removida, caso seja conhecida.
Para começarem a realizar o bloqueio das aplicações necessitam de aceder ao registo do Windows, procurando depois por uma chave específica. Para abrirem o registo do Windows apenas precisam de usar o atalho Win + Re depois colem o comando regedit.exe.
Essa chave é a seguinte:
HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Policies\Explorer
Uma vez encontrada a chave pretendida, devem criar dentro dela um registo específico. Esse registo deverá ser do tipo DWORD 32 bits, chamar-se DisallowRun e ter o valor 1.
Para o criarem só precisam de clicar com o botão direito do rato na janela, na zona das entradas das chaves, e escolher o tipo pretendido.
restringir_apps_1
Depois deste passo, precisam de criar uma nova chave, desta vez abaixo de Explorer. Esta terá o nome DisallowRun e será do tipo Key.
Cliquem em cima da chave Explorer com o botão direito do rato e escolham criar uma entrada do tipo Key, com o nome indicado antes.
Dentro dessa nova chave devem agora criar novas entradas, uma para cada aplicação que pretenderem bloquear. Estas entradas devem ser do tipo String, com o seu nome a ser numérico (1,2,3,4, etc) e o seu valor o nome do executável que pretendem bloquear.
No caso do exemplo que criei, os registos eram os seguintes:
  • 1, com o valor chrome.exe;
  • 2, com o valor firefox.exe;
  • 3, com o valor iexplore.exe, e
  • 4, com o valor opera.exe.
Podem adicionar novas entradas, respeitando sempre a numeração e a lógica aplicada.
restringir_apps_2
Depois da criação destas entradas, apenas necessitam de reiniciar o Windows para que a alteração seja aplicada. Caso pretendam, e depois do reiniciar da máquina, podem adicionar ou remover aplicações que essas alterações são assumidas de imediato.
Daqui em diante, e sempre que o utilizador tentar abrir uma das aplicações registadas como estando bloqueada, receberá uma mensagem a indicar a existência de restrições associadas à aplicação.
Abaixo podem ver um exemplo de uma mensagem mostrada quando se tentou abrir o Chrome, estando este sob limitação de execução.
restringir_apps_3
As possibilidades que podem usar para esta configuração são quase ilimitadas dentro do Windows, por isso a vossa imaginação é o limite.
Com este pequeno truque o meu amigo conseguiu que o filho estivesse impedido de aceder à Internet usando um dos browsers instalados no computador. Não o poderá voltar a repetir porque o filho também lê o Pplware, mas isso é outra conversa.

Facebook Messenger para Windows fecha já a 3 de Maio

O Facebook tem estado a crescer muito para além do que foi a sua génese. A simples rede social de partilha de conteúdos cresceu para se tornar hoje um dos pontos centrais da Internet e de convívio virtual.
Vários foram os serviços e aplicações que foi criando para dar suporte à rede em si. Mas esses serviços apenas são úteis para o Facebook se tiverem utilização intensiva.
É precisamente esta a razão que agora é invocada pelo Facebook para o fim da versão Windows do Facebook Messenger, já no próximo dia 03 de Março.
facebook_messenger_1

Este cliente Windows do Facebook Messenger foi apresentado no final do ano de 2011 e pretendia trazer para o Ambiente de Trabalho todas as capacidades de comunicação que o Facebook disponibiliza nos seus clientes móveis e na sua rede.
No entanto a sua utilização sempre foi marginal, preferindo os utilizadores usar a interface Web da rede dial e também as aplicações móveis. Esta última área foi onde o Facebook mais investiu e é de onde está a tirar mais resultados.
Devido a essa pouca adesão a este cliente, o Facebook decidiu descontinuá-lo, deixando de dar suporte ao mesmo e este deixará de dar serviço já no próximo dia 03 de Março.
Esta informação está a ser mostrada aos utilizadores deste cliente quando se autenticam, através de uma mensagem. Esta indica as razões para o fim do suporte e aponta como alternativa a própria página do Facebook.
We’re sorry, but we can no longer support Facebook Messenger for Windows, and it will stop working on March 3, 2014.
We really appreciate you using Messenger to reach your friends, and we want to make sure you know that you can keep chatting and view all your messages on http://www.facebook.com.
O fim do cliente Windows já se efectivou, tendo o mesmo sido retirado da página do Facebook dedicada ao messenger, onde agora apenas aparecem os clientes móveis para Android e iOS.
facebook_messenger_2
Este é apenas mais um fecho do Facebook. A decisão anunciada esta semana de terminar o serviço de email mostra que a maior rede social da Internet está a concentrar esforços em áreas que são mais úteis para a empresa e de onde vão poder ter mais retorno.
A vertente de mensagens instantâneas do Facebook é a que mais tem crescido e é também uma funcionalidades mais usadas por todos.
Esta decisão concentrará os utilizadores nos canais que o Facebook prefere e melhor controla, deixando os seus programadores livres para melhorarem outras áreas e para desenvolverem novas funcionalidades.
Homepage: Facebook Messenger
Homepage: Facebook

TOP 4: melhores gestores de passwords e informação

Segurança, segurança e mais segurança é a chave da sobrevivência para qualquer internauta actualmente. Com a crescente informação pessoal que temos de guardar: cartões de crédito , números de segurança social, logins, etc, torna-se premente uma protecção real e eficaz a todos esses dados, coisa nada fácil. A primeira solução, e também a mais capaz, passa por escrever tudo em papel e guardar em local seguro – contudo de prático não tem nada.
Depois de uma sugestão de 5 preciosas aplicações do género, o PPLWARE remata e refresca hoje os seus leitores com 4 sugestões de topo para a gestão de palavras-chave e protecção de informação em geral.
top-5-ferramentas-proteccao-password-00-pplware


Tudo começa com a eterna discussão de guardar os nossos dados pessoais online. Pois bem, a discussão é simples: fica ao critério de cada um. Se falamos de serviços GRATUITOS que guardam dados online então os resultados podem não ter, ou apresentar, os resultados que estamos à espera. Por outro lado, os serviços pagos podem ser os mais fiáveis, apesar de tal não ser uma verdade absoluta, especialmente se a empresa por detrás mostrar histórico e tradição nesse tipo de trabalho, não uma qualquer.

Mas comecemos com as sugestões, umas gratuitas outras nem por isso, mas que certamente agradarão a muitos dos nossos leitores:
eWallet
top-5-ferramentas-proteccao-password-01-pplware
O eWallet , software original da Ilium Software, pode ser descrito como um programa moderno no seu aspecto com suporte a um vasto conjunto de plataformas: Windows, OS X , Android, iOS. O programa apresenta-se de forma simples com estilo de painéis e uma navegação em árvore (tree) que vai de encontro ao estilo de cada um dos sistemas operativos onde se encontra.
Com esta ferramenta – não gratuita, mas disso já falaremos mais adiante – poderemos guardar e sincronizar todos os nossos dados através da rede ou da Web, embora não exista um serviço online ou portal para o efeito. Com um visual moderno e suporte multi-plataforma o eWallet é considerado pelos especialistas como de topo da sua classe.
A carteira electrónica apresenta cada registo como um se de um cartão de visita se tratasse, ajustando a imagem de fundo para existir um maior destaque para quando tenhamos uma enorme base de dados de «cartões». Uma das grandes vantagens de trabalhar com este programa é que existem bastantes modelos de tudo, desde receitas a contas bancárias para partilhar os números de série, etc. Todos os modelos são editáveis e, importante, personalizáveis. Para os leitores com maior criatividade ou necessidade específica é possível criar o próprio modelo a partir do zero.
Como reforço de protecção o eWallet vem guarnecido com um gerador de palavras-passe. Por outro lado, a sincronização, por exemplo, entre um PC e clientes Mac OS X pode ser feito via FTP ou SFTP. No caso da sincronização com um dispositivo iOS, tanto o PC como o iPhone ou iPad devem estar na mesma rede local – aqui subsistem algumas dúvidas de como deixar todos na mesma rede, a não ser que tenhamos todos os dispositivos em casa.
Em resumidas palavras eWallet é muito fácil de operar, estando ao alcance do mais desajeitado utilizador de informática. Os dados são verdadeiramente protegidos, as principais plataformas foram incluídas. Chega contudo a dolorosa notícia: o facto de apenas existirem versões pagas: o Windows 20 dólares e todas as restantes 10 dólares.
Homepage: eWallet

DataVault
top-5-ferramentas-proteccao-password-02-pplware
O DataVault, da casa de software Ascendo, começa por apresentar um aspecto de estilo árvore (tree) com painel de navegação. À semelhança do eWallet, os nossos registos são apresentados tipo roller card, cartões de visita em rolo. A árvore de navegação pode ser ligado a uma exibição de lista. A barra de ferramentas pode ser ocultada, dando assim um visual mais net e clean, mas cada vez que abrirmos o programa lá estará ela de novo, à nossa espera, cheia de opções para nos oferecer.
As cores predominam no DataVault e os botões à direita de cada campo que permitem ocultar ou exibir o seu conteúdo, com excepção do campo de notas. Para evitar ter várias palavras-passe, o programa permite ter uma password geral permitindo poupar bastante tempo e entre funções.
Existem vários tipos de modelos para os nossos registos que vão de encontro, certamente, às necessidades de cada utilizador. Existe ainda um gerador de palavras-passe que vai medindo a força da mesma perante eventuais ataques. De pouca personalização visual, o programa centra toda a sua força na protecção dos nossos dados sensíveis e fá-lo com bastante sucesso.
Uma das grandes desvantagens apontadas na web por vários utilizadores prende-se com o facto de o DataVault abrir a sua janela com a mesma configuração da última pessoa que esteve a operar com o programa, podendo mostrar informação que não deve a qualquer outro utilizador – como a organização dos dados do utilizador prévio.
Por outro lado, outra dos seus valores acrescentados, do nosso ponto de vista, do DataVault reside no facto de permitir sincronizar via Dropbox, matando dois coelhos de uma só cajadada, resolvendo os problemas de sincronização com as mais diversas plataformas.
O programa em si é mais rude visualmente mas isso é o de menos, pois a sua usabilidade é fantástica. Com suporte ao Windows , OSX , Android, iOS e Blackberry o preço desta ferramenta é de 10 dólares não importa qual a versão.
Homepage:  DataVault

KeePass
top-5-ferramentas-proteccao-password-03-pplware
Para os utilizadores que apenas procuram um tipo de protecção: a protecção de passwords então o KeePass, de Dominik Reichl, é a ferramenta para eles. Tudo dito? Nem por isso.
Neste site podemos ler sobre o KeePass: “KeePass é um gestor de passwords gratuito/open-source que o ajuda a gerir em segurança as passwords. As palavras chave são guardadas numa base de dados, que é guardada por uma chave-mestra ou um key-disc. Basta memorizar uma única password ou introduzir o disco para desbloquear a base de dados.” – nada podia ser mais certo.
O programa vem acompanhado de um gerador de palavras-passe versátil que produz diferentes tipos de senhas como 40-bit até passwords para 256-bits. Uma das mais-valias está definida na espectacular função de temporizar uma determinada password para nos obrigar, assim, a redifinir uma nova como meio de protecção mais eficaz. Existe também o suporta à transacção única (TAN), geralmente utilizada pelos sistemas bancários online.
Para um programa gratuito podemos dizer que o KeePass é dos mais completos no que diz respeito à protecção de senhas, contudo não disso e o suporte a outros tipos de dados é mínimo. Contudo, podemos dizer que o KeePass talvez não seja o mais adequado para outros tipos de contas como os dados bancários, cartões de crédito, etc, pois ao contrário dos anteriores programas não permite a consulta em estilo cartão e todos os anexos que adicionemos são sempre abertos por meio de link numa nova janela.
À semelhança do eWallet, o KeePass deixa-nos criar grupos e subgrupos no painel da árvore (tree) do lado esquerdo, e com exclusividade, podemos proteger o ficheiro principal KeePass com as nossas informações de login da conta do Windows ou um ficheiro mestre com uma super palavra-chave. A sincronização FTP e SFTP são possíveis com esta ferramenta.
No fundo, podemos afirmar que o KeePass é ideal para uma gestão mais concentrada em palavras-passe, não passando disso mesmo. Vale a pena? Só pelo facto de ser gratuito e apresentar todo o conjunto de características citado, vale mesmo a pena, no mínimo a testar!
Homepage: KeePass

TK8 Safe
top-5-ferramentas-proteccao-password-04-pplware
O TK8 Safe, da TK8 Software, é sem margem para dúvidas uma ferramenta com um público alvo muito refinado: profissionais de TI, contudo pode ser utilizador pelos demais sectores de utilizadores.
A aplicação visualmente não pode ser mais simples: todos os registos são mostrados numa lista, estilo excel com uma organização tipo pastas do Windows e que podem ser facilmente fechados quando usada uma árvore de navegação.
A exibição da dita lista, tipo excel, permite facilmente classificar e filtrar os dados que pretendemos, ficando a sua leitura bem fácil para qualquer um.
Existe um vasto conjunto de formas de filtrarmos registos dentro das pastas que abordamos acima – inclusivamente filtros booleanos para os vários campos. As pesquisas podem tornar-se algo lentas, mas como diz o povo, não há sem senão.
TK8 Safe oferece diversos templates para podermos guardar os dados de cartões de crédito, contas bancárias e outros tipos de dados. Como todos os registos são filtrados e organizados por tipo na exibição de lista, o TK8 Safe pode mostrar nomes de campos específicos na cabeça de colunas em vez do campo genérico 1, campo 2 – uma espécie de mini desktop seguro.
TK8 Safe oferece a função de preenchimento auto seja para sites, seja para passwords, etc que pode ajudar nalguma ou outra situação. O TK8 Safe é uma ferramenta paga e está distribuída em 2 versões e 2 preços: 20 dólares na versão standard e 30 dólares a versão profissional que permite o acesso de múltiplos utilizadores, à criação de palavras-passe a partir de modelos e sincronização de ficheiros.
Apesar de se tratar à primeira vista de um excelente programa de protecção das nossas passwords, parece que o TK8 Safe pede demasiado dinheiro por uma licença – perspectiva pessoal -, especialmente pela versão profissional.
Homepage: TK8 Safe