quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Google vendeu a Motorola à Lenovo 2.9 mil milhões de dólares

As empresas tecnológicas estão em constante evolução e em acordos entre si. São surpresas que surgem e que mostram o quão intrincadas são as relações entre si.
Num anúncio feito há poucas horas, a Google revelou a venda de uma das suas recentes aquisições à Lenovo. A Motorola vai mudar de mãos, passando para o gigante Chinês.
motorola


Este negócio foi anunciado de surpresa por ambas as partes, apanhando a maioria dos analistas e dos agentes desprevenidos.
Não era um negócio que fosse esperado porque a Google estava a potenciar a Motorola com o lançamento de novos modelos e com um investimento grande nesta empresa.
Mas o que agora foi anunciado indica a venda à Lenovo da Motorola, levando consigo toda a sua componente de dispositivos móveis, dando a esta empresa uma forte presença no mercado norte americano, onde muitas empresas têm dificuldade em entrar.
Claro que o negócio ainda não tem todos os contornos revelados, mas sabe-se já que o seu valor ronda os 2.91 mil milhões de dólares e que a Google vai manter consigo as patentes que eram posse da Motorola.
Google will maintain ownership of the vast majority of the Motorola Mobility patent portfolio, including current patent applications and invention disclosures.
As part of its ongoing relationship with Google, Lenovo will receive a license to this rich portfolio of patents and other intellectual property. Additionally Lenovo will receive over 2,000 patent assets, as well as the Motorola Mobility brand and trademark portfolio.
Mas para que o negócio seja compensador para a Lenovo, a Google irá dar-lhe acesso a essas patentes, através de uma licença, e a outro vasto conjunto de propriedade intelectual.
Outro dos elementos apetecíveis da Motorola e que a Google vai manter é o projecto ARA. O telefone modular, em desenvolvimento pela Motorola, vai ser mantido, em conjunto com o Motorola Advanced Technology, que desenvolve os projectos mais avançado da empresa.
Este é um dos negócios que pouco esperariam que se viesse a realizar. A Motorola foi encarada como a marca de telefones da Google, onde esta iriam apresentar os seus equipamentos de topo e onde faria crescer o Android.
Depois da sua compra em Agosto de 2011 por 12,5 mil milhões de dólares, é agora vendida por 2.91 mil milhões de dólares, ficando a Google com apenas as patentes que a Motorola detinha.
É um preço alto a pagar por todas as patentes que a Motorola tinha e que vão servir para manter o ecossistema Android de boa saúde e protegido contra ataques vindos da concorrência.