segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Anonymous assumem ataque ao PayPal em 2010

AnonymousDesde 2010 que o mundo da pirataria informática estava à espera para descobrir definitivamente quem tinha sido o autor do ataque ao PayPal nesse ano. Finalmente, o grupo Anonymous assumiu a culpa: 13 pessoas afirmaram ser culpadas das acusações feitas pelas autoridades norte-americanas.
O ataque aconteceu há três anos, em dezembro de 2010, devido à recusa do PayPal em aceitar processar pagamentos para o WikiLeaks, suspendendo a conta do site depois de este ter publicado uma enorme quantidade de documentos secretos.
Na altura, 13 hackers do grupo Anonymous orquestraram um ataque DDoS (Distributed Denial of Service) em jeito de retaliação. A decisão do PayPal de suspender a conta do WikiLeaks fez com que o site não conseguisse receber doações através de uma das maiores plataformas de pagamentos do mundo, tentando “estrangular economicamente” o WikiLeaks, acusou o site na época.
Dez dos acusados assumiram a sua culpa esta quinta-feira (5) relativamente a um delito menor e a um crime: danificar um computador protegido e conspirar para cometer um ataque, respetivamente. Contudo, estes dez acusados poderão ver o crime alterado para delito menor durante a sentença se não violarem os termos dos seus acordos.
Os outros três hackers assumiram igualmente a sua culpa relativamente a três outros delitos menores relacionados com o ataque.