quinta-feira, 31 de outubro de 2013

NSA pirateou links do Google e Yahoo

A agência secreta norte-americana tem um programa que lhe dá acesso direto aos dados que passam nos cabos de fibra ótica entre os data centers da Google e da Yahoo.

Quando a fibra ótica não chega para a encomenda...
A prática é considerada ilegal nos EUA, mas aparentemente o programa MUSCULAR da NSA corria apenas no estrangeiro. Para evitar este tipo de interecepções, a Google já fez saber que está a trabalhar na encriptação dos dados que circulam entre os seus servidores.
A Google mostrou-se escandalizada pelas novas revelações do The Washington Post que cita novos documentos de Edward Snowden. «Não estamos a par desta atividade [da NSA intercetar tráfego entre centros de dados] (…)», lê-se na resposta da Google.
Também a Yahoo afirma que tem métodos de controlo rígido sobre os acessos aos seus centros de dados e que não os forneceu à NSA ou a qualquer outra agência.
Ainda não se sabe se este programa forneceu informações úteis, mas o Post diz que a NSA obteve pistas importantes contra governos hostis através deste método.

Chegou o Football Manager 2014 para Linux

Football Manager é, desde sempre, o expoente máximo dum jogo de simulação do que é ser um treinador de uma equipa de futebol. Seja numa equipa que luta pela manutenção, seja numa que luta pela subida de divisão, numa que luta pelo título europeu ou numa selecção, pode pode ser vivido no Football Manager.
Tal como estava previsto, o Football Manager 2014  chegou hoje ao Linux via Steam.
fm_05
O Football Manager sofreu ao longo dos últimos anos inúmeras alterações que o trouxeram para mais próximo da realidade futebolística, bem como para um grau de complexidade que exige mais perspicácia por parte dos jogadores.
Desta vez uma das grandes novidades deste jogo é o suporte para Linux. Tal como estava anunciado, 31 de Outubro era o dia em que este jogo chegava ao mundo Linux através da Steam.
“Play on Linux for the first time, plus the inclusion of ‘cloud-save’ technology which means that managers can now pursue a single career from any computer, anywhere in the world. FM14 also includes integration with Steam Workshop making it easy for managers to create and share customized FM content such as photo/logo packs, new and custom competitions and tailor-made challenges using the new Challenge Editor.”
Acerca do Jogo
Motor de jogo melhorado
O motor de jogo 3D foi alvo de consideráveis progressos, incluindo uma IA melhorada, uma iluminação e animação dos jogadores aperfeiçoadas, personagens de jogadores individuais e modelos de kit, uma reacção dos jogadores mais realista a incidentes durante o jogo e uma série de otimizações que se unem para proporcionar o motor de jogo FM mais rápido e melhor de sempre.
fm_03
Remodelação do sistema de tácticas
Houve uma remodelação total na forma como as tácticas são criadas, seleccionadas e implementadas com as funções dos jogadores e as estratégias das equipas a tornarem-se mais proeminentes: funções definíveis para jogadores em posições múltiplas, novas funções de jogadores, instruções e melhorias para rivalizar com a IA dos treinadores para que estes possam adaptar as suas tácticas com mais facilidade com o passar do tempo.
fm_02
Transferências e contratos mais realistas
O FM 2014 apresenta um módulo de transferência renovado, onde os treinadores e clubes adversários adotam uma abordagem mais realista quando propõem ou respondem a propostas de transferência. Além disso, foi adicionada uma série de novas cláusulas de transferência do “mundo real”, tais como a facilidade de emprestar um jogador ao clube a que foi comprado e a opção de propor uma combinação de dinheiro e empréstimo de jogadores, bem como novas cláusulas de contrato tais como uma taxa de comparência no banco de suplentes.
Além de tudo isso, o antigo sistema de negociação de transferências por turnos pode agora ser executado de duas maneiras: o testado e comprovado sistema anterior e um novo sistema “ao vivo”, semelhante ao utilizado nas negociações de contratos do FM.
fm_01
Interacção mais sofisticada com a direcção
As negociações dos contratos são mais realistas no FM 2014, uma vez que os treinadores e as direções podem agora fazer exigências e apresentar as suas respectivas visões para o clube nas entrevistas de emprego iniciais ou nas discussões de renovação de contrato.
Os treinadores podem também tentar renegociar transferências e orçamentos para salários como uma recompensa por se manterem leais ao clube quando confrontados com uma oferta de um outro clube com o resultado a ajudar na decisão de permanecer ou não no clube.
Uma interacção mais complexa entre jogadores, treinadores, equipas rivais e comunicação socialExiste agora uma melhor interacção entre jogadores, treinadores, os seus adversários e os meios de comunicação social. Por exemplo, agora os membros da equipa técnica dão feedback sobre o desempenho dos suplentes e da equipa juvenil.
Os treinadores podem também pedir aos jogadores principais para falarem com membros da equipa que estejam descontentes, enquanto a introdução de uma reunião de fim de época permite ao treinador transmitir à equipa informação acerca do seu desempenho e estabelecer objectivos para a época seguinte.
FM_04
Sistema de notícias
O sistema de notícias foi alterado para que os treinadores possam agora lidar com vários assuntos do clube directamente na sua caixa de correio. Além disso, as notícias têm agora um código de cores, baseado na categoria, e são mais detalhadas – por exemplo, os relatórios de observação de jogadores aparecem agora com um único item de notícias com um relatório de primeira linha sobre todos os jogadores observados e com a facilidade de pré-seleccionar ou fazer uma oferta para cada um destes jogadores.
Interface melhorado com o utilizador
Foram feitas mudanças importantes no interface com o utilizador do FM 2014. As áreas principais foram reformuladas – incluindo a página de resumo do treino, o centro de transferências e a homepage das notícias – enquanto grandes alterações foram feitas no interface com o utilizador do jogo.
A linguagem utilizada ao longo do jogo foi também alvo de alterações e está agora mais próxima da linguagem do futebol do mundo real.
Evolução no Football Manager Classic
Os treinadores podem agora escolher mais de três nações jogáveis no modo Classic para usufruírem de uma experiência mais envolvente.Além disso, o modo “fast play” do FM inclui agora o Transfer Deadline Day, um assistente de Match Plan e novos conteúdos desbloqueáveis.
Requisitos
Como requisitos mínimos, o Football Manager 2014 para Linux necessita de:
  • CPU: +1,8Ghz
  • Memória RAM: 1 GB
  • Placa Gráfica: NVidia GeForce 7300 GT, AMD Radeon HD 2400 Pro, Intel HD 3000/4000: 128MB VRAM
  • Espaço em Disco: 3GB
Preço

O Football Manager 2014 para Linux está disponível via Steam ou site por 49,99€. Podem também fazer o download de uma versão de DEMO

Nexus 5 e Android 4.4 anunciados oficialmente

Com tantos rumores e informações a serem lançadas de forma quase diária sobre o novo smartphone da Google, o que faltava de facto acontecer era o seu anúncio oficial.
Já vimos de tudo, desde o manual técnico oficial, imagens, uma estranha aparição do Nexus 5 e o seu preço na Play Store bem como um pré-registo do Nexus 5 numa operadora canadiana.

Alguns dias atrás, o conhecido canal Evleaks revelou no seu Twitter, o dia em que supostamente a Google lançaria o Nexus 5 para o mercado. O Evleaks é conhecido por revelar informações quase sempre correctas e segundo este, a Google deveria anunciar o seu novo topo de gama hoje (31 de Outubro) e lançar para o mercado logo no dia a seguir (1 de Novembro).
Num fórum chamado de Neogaf, um utilizador chamado de Junior Mint postou umas fotografias de várias paletes de Nexus 5 num armazém de distribuição da LG no Canadá, logo estaria por dias este momento.
armazem_nexus5_canada
Cliquem na imagem para a verem em tamanho real
E como já se esperava e como a Evleaks referiu, hoje é o dia D e finalmente o Nexus 5 foi oficialmente anunciado.
O Nexus 5 16 e 32GB apareceu há poucos momentos no Google Play nas versões Branco e Preto, custando 349 dólares e 399 dólares respectivamente.
Quase todas as especificações deste equipamento já eram conhecidas, mas fiquem a conhecer a lista completa.

Especificações Completas

sizes_nexus5
As especificações são as que já tinham sido reveladas pela operadora canadiana Wind Mobile na sua página de pré-reserva do Nexus 5 no Facebook.
wind2
Este é o primeiro equipamento da linha Nexus a ter um chip ARM topo de gama, Snapdragon 800. Os modelos anterior, incluindo o Nexus 4, ficaram sempre com hardware mais modesto.
O armazenamento era o que já se esperava, 16 e 32 GB, visto que o Nexus 4 8GB não teve qualquer sucesso devido à linha Nexus não ter slot para MicroSD.
Era esperado que este equipamento tivesse uma câmara de 13Mpx como o LG G2, mas ficou-se pelos 8Mpx com a tecnologia OIS (Optical Image Stabilizer). Se esperava que o rumores sobre a câmara fossem verdadeiros e esperava comprar este equipamento para servir de máquina fotográfica, vai ficar bastante desiludido.
Neste artigo mostramos a suposta nova interface do Android 4.4 e como se veio a confirmar, é mesmo a que tinha-mos apresentado.
Android44_new_imgs_thumb1
Bonita interface do Android 4.4
Nota-se que os ícones receberam algumas alterações como por exemplo o ícone da aplicação Telefone e da Câmara.
Esta nova versão não estará disponível para o Galaxy Nexus nem para qualquer outro modelo anterior, uma vez que já passaram os 18 meses de suporte oficial. Podem ver todas as informações de hardware, especificações, actualizações, no Acerca dos dispositivos Nexus.
O dispositivo é pouco maior do que o Nexus 4, apesar do ecrã maior. É um pouco mais leve, graças à escolha de plástico soft-touch na parte traseira em vez do vidro. Quem tiver um Nexus 7 2013 o tipo de material é igual.
Há quatro cores de capas, desta vez são em cinza, amarelo brilhante, preto e vermelho. Além destas, pode preferir as Flip Cover “QuickCovers” em preto ou cinza. As capas custam 34,99 dólares e os QuickCovers, 49,99 dólares, mas ainda não estão disponíveis .
Se está com intenções de comprar um Nexus 5, pode fazer já a encomenda, mas terá de esperar até ao dia 5 de Novembro para que ele seja despachado.
Vejam aqui o video promocional do Nexus 5.
O dispositivo estará à venda nos EUA , Canadá, Reino Unido, Austrália , França, Alemanha , Espanha, Itália , Japão e Coreia e em breve na Índia. Continua a não estar disponível em Portugal, o que terão de escolher um destes países europeus para o comprar.
O que acha deste novo Nexus 5?
Era aquilo que esperavam ou estavam à espera de algo melhor?

O Google Glass tem nova cara e uma loja de acessórios

A Google deu um passo muito grande ao criar e disponibilizar o Google Glass. É uma forma completamente diferente de interagirmos com o mundo e com a tecnologia, tendo-a sempre presente e à nossa disposição.
O Glass tem estado a ser desenvolvido lentamente, estando já nas mãos dos primeiros utilizadores, e está para muito breve a sua comercialização.
Como esses desenvolvimentos não param, e mesmo ainda não estando a ser comercializado, a Google apresentou agora a versão 2.0 do Glass e a loja de acessórios para este dispositivo.
GoogleGlass_01

A chegada do Google Glass ao mercado, e a todos os utilizadores, é esperada já para o próximo ano, abrindo assim o acesso a todos que o queiram usar.
Muito se tem dito e escrito sobre este dispositivo que traz uma imersão completa a todos os que o usam. Passamos a ter a Internet e toda a nossa informação à distância de um olhar, mudando por completo as regras do jogo.

Google Glass – versão 2.0

A segunda versão do Google Glass foi apresentada pela Google há poucos dias e revela um equipamento que, apesar de muito igual ao antecessor, traz algumas novidades de peso.
Em primeiro lugar o Glass passa a poder usar lentes graduadas e escurecidas. Fica assim aberta ainda mais a possibilidade de utilização por qualquer pessoa. Em segundo lugar temos um novo auricular, mono.
A Google está a permitir que todos os primeiros utilizadores troquem os seus actuais dispositivos pelos novos e está também a atribuir 3 convites a cada um, para que outros possam testar o Glass.

Google Glass – Loja de acessórios

Algo que era esperado era a chegada de uma loja de acessórios para o Glass. Segundo alguns relatos, os actuais utilizadores do Glass estão a ser encaminhados para esta nova loja quando acedem à página do Glass.
Nessa loja podem ser já encontrados alguns acessórios que vão complementar o Glass, mas apenas como reforço, não havendo actualmente novidades.
O que também se esperava, e agora se confirma, é que estes acessórios não são baratos. Abaixo têm uma lista dos itens que estão já presentes na loja e os seus preços.
  • Auricular Mono Extra: $50 (fora de stock)
  • Lentes: $75
  • Cabo e Carregados Extra: $50 (fora de stock)
  • Bolsa Extra: $50 (fora de stock)
GoogleGlass_4

Google Glass – Uma multa por guiar

Uma situação estranha aconteceu com um utilizador do Google Glass e que vem relançar o tema da utilização deste equipamento em situações do dia-a-dia.
Segundo uma publicação na sua conta do G+, a utilizadora Cecilia Abadie foi multada enquanto conduzia o seu carro com o Glass posto.
A cop just stopped me and gave me a ticket for wearing Google Glass while driving!
The exact line says: Driving with Monitor visible to Driver (Google Glass).
Is #GoogleGlass  ilegal while driving or is this cop wrong???
Any legal advice is appreciated!! This happened in California. Do you know any other #GlassExplorers  that got a similar ticket anywhere in the US?
De acordo com a descrição do agente da autoridade que a multou, a causa está associada à utilização do Glass.
GoogleGlass_5
Ainda não existe legislação específica sobre a utilização deste tipo de equipamentos em situações como a que originou a multa e vão com certeza surgir situações similares num futuro próximo.
Independentemente das situações que surjam ou dos constrangimentos que forem levantados, o Google Glass provou já que é uma ferramenta fantástica que vai mudar de forma relevante a utilização de tecnologia no nosso dia-a-dia.
A sua comercialização no próximo ano vai abrir a todos a sua utilização e apenas nessa altura se poderá medir a sua aceitação.
Homepage: Google Glass

QuickSetDNS: Mude os servidores de DNS com um clique

O serviço de DNS é uma das maiores dependências da Internet. Sem ele estamos muito limitados na utilização desta rede pois não conseguimos traduzir em IP os nomes dos sites a que queremos aceder.
Tal como noutros serviços, os utilizadores podem escolher os que querem usar, ajustando-se a filtros de sites ou a velocidades de resposta mais rápidas.
A forma de mudar os servidores de DNS obriga a que tenhamos de alterar as configurações das interfaces de rede que estamos a usar e que o façamos sempre que mudamos de interface. Isto claro, se não usarem uma ferramenta como o QuickSetDNS
QuickSetDNS_1

As questões associadas ao DNS foram já largamente tratadas e já vos apresentamos várias soluções para conseguirem estar imunes a problemas que certos sites apresentam, para melhorar a velocidade de resposta ou simplesmente para filtrar acessos a sites de conteúdos menos próprios.
Mas a questão da mudança de DNS, manual, requer sempre que os utilizadores façam alterações de configuração que nem sempre dominam e que podem bloquear o acesso à Internet se forem mal feitas.
É para estes utilizadores, e para estas situações particulares, que existem ferramentas como o QuickSetDNS.
Esta pequena e simples ferramenta permite que alterem de forma muito rápida os servidores de DNS que estão a usar na vossa ligação à Internet, sem que dominem qualquer processo de configuração mais complicado ou que tenham de alterar qualquer parâmetro do vosso Windows.
Apenas precisam de introduzir na ferramentas as entradas que pretendem ter, com uma descrição e os endereços IP dos servidores, e podem activar de forma manual qualquer uma delas.
O QuickSetDNS permite que tenham definidos vários serviços e servidores de DNS e consoante a situação escolherem aquele que melhor se adapta às vossas necessidades.
QuickSetDNS_2
E porque o QuickSetDNS é uma ferramenta global ao sistema, podem escolher qual a interface de rede, ou outra, onde querem aplicar a alteração dos servidores de DNS.
Os registos que criarem vão ser mantidos no QuickSetDNS e por isso ao mudarem de interface na ferramenta estes vão estar presentes.
Podem assim criar perfis específicos para cada situação e ao precisarem dele apenas necessitam de os activar.
QuickSetDNS_3
A utilização do QuickSetDNS é tão simples como escolher os registos que queremos aplicar e carregar num simples botão. De imediato os servidores ficam aplicados e a serem usados pelo Windows.
Esta é mais uma das ferramentas que muitos utilizadores devem ter guardadas para as necessidades que por vezes têm. E nem precisa estar instalada pois corre de forma completamente portátil.
Lembrem-se que mesmo com o recurso a este tipo de ferramentas devem ter cuidado com estas alterações. Basta colocarem um servidor errado e o vosso acesso à Internet deixa de funcionar. Validem sempre a origem dos endereços IP e, em caso de dúvida podem sempre usar os da Google (8.8.8.8 e 8.8.4.4) ou reverter com o QuickSetDNS para o automático.
Licença: Freeware
Sistemas Operativos: Windows 2K/ XP/ 7/ 8/ 8.1
Download: QuickSetDNS
Homepage: QuickSetDNS

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Como criar uma rede dedicada de 5GHz no AirPort

As estações base de AirPort, os routers da Apple, dito de uma forma mais simples, desde 2009 que permitem operar em duas frequências simultaneamente, quer na banda 2.4GHz quer na banda 5GHz. O que significa que pode ligar um Mac, iPhone, ou iPad a uma rede wireless e estes irão escolher que rede usar automaticamente para obter a banda mais rápida, consistente e com melhor sinal.
Mas então podemos criar nas estações base de AirPort uma rede sempre na banda 2.4GHz e outra só na banda 5GHz?
Sim, e é isso que vamos agora ensinar, elencando alguns cenários para “justificar” esta alteração.


Tal como se encontra as definições do vosso AirPort, tudo deve funcionar bem. Esta variação de frequências usadas são feitas automaticamente e, muito provavelmente, nem darão conta que a banda foi alterada. Contudo, existem algumas circunstâncias que podem precisar de colocar esta “decisão” do vosso lado, para fazer a alteração de forma manual.
Para isso recomendamos que sejam criadas duas redes na estação base do AirPort: uma para a banda 2.4GHz e a outra para a banda 5GHz (se tiver uma terceira rede, para convidados por exemplo, então terá 3 redes configuradas).
Compreender a diferença entre a banda 2.4GHz e 5GHz
Falar em redes wireless é sinónimo falar na norma IEEE 802.11. O IEEE 802.11 é uma especificação standard para as redes sem fios (WLAN, wireless local Area Network) que define um conjunto de protocolos. As normas mais usados actualmente são o  802.11a, que permite uma taxa de transmissão de 54 Mbps e usa frequências na ordem dos 5 GHz, o  802.11g que funciona na banda dos 2.4 Ghz e permite taxas de transferência de rede na ordem dos 54 Mbps, o 802.11n que funciona nos 2.4 Ghz e 5 Ghz e permite taxas de transmissão entre os 300 Mbps e 600Mbps  e, mais recentemente, o 802.11ac que funciona na gama dos 5 Ghz e permite, neste momento, taxas de transmissão na ordem dos 3.6 Gbps.
A frequência dos 2,4 GHz é muito “congestionada” ! Hoje em dia, dentro da nossa casa existem outros dispositivos que operam na banda de 2,4 GHz, como por exemplo o micro-ondas, sistemas de alarmística, sensores, etc, que podem interferir com a nossa rede wireless. Além disso, o espaço coberto pela nossa wireless é muita das vezes “inundado” por outras outras redes wireless (redes dos vizinhos) que operam exactamente na mesma frequência (mesmo canal).
A gama de 5GHz como não é muito utilizada, então é menos susceptível a interferências, não havendo assim degradação de sinal. Além disso, usando as tecnologias adequadas, é possível ter um maior  throughput em redes que operam nos 5 Ghz.
Mas nem tudo são vantagens…. pois quanto maior a frequência wireless, menor é o raio de cobertura. Além disso, as altas frequências têm um nível de penetração inferior em objectos e superfícies solidas. Para ultrapassar tais desvantagens, existe actualmente o standard 802.11ac que recorre a técnicas de  beamforming e a outras para que exista uma  melhor penetração de sinal em determinados materiais de construção.
Eu entendo que se temos condições favoráveis, então devemos utilizar sempre a de 5GHz já que teremos menor degradação de sinal. Podemos reservar a banda de 2,4 GHz para aqueles momentos em que estamos a trabalhar num local mais afastado da estação base AirPort ou então, e tenham atenção a esta parte, quando estamos a utilizar equipamentos antigos, que não suportem a frequência dos 5GHz.
Como criar uma rede Dedicada 5GHz com o estações base AirPort
Agora que percebemos a razão de estratificar as bandas na estação base AirPort, vamos aprender a separar as bandas. Criaremos duas redes, uma que irá operar na banda dos 2.4GHz e a outra na banda dos 5GHz. Estão prontos? Vamos começar.
Passo 1:
Abra a aplicação AirPort Utility ou Utilitário AirPort, este encontra-se na pasta Aplicações → Utilitários. Se forem ao Spotlight é mais rápido, basta escrever AirPort e escolher logo o sugerido. Verão esta janela depois de aberto o utilitário.
A aplicação Utilitário AirPort encontra-se na pasta Utilitários
Passo 2:
Cliquem no ícones da vossa estação base  AirPort, no meu caso tenho uma Time Capsule e ao clicar esta diz-me o seu status.
Passo 3:
Cliquem no botão Editar para entrarmos dentro da estação. Podem ter de inserir uma palavra passe, se estiver configurado esse procedimento de segurança.
Passo 4:
Seleccionem o separador Sem fios tal como estão a ver na imagem em baixo.
No separador Sem Fios, escolham o botão Opções da rede sem fios…
Passo 5:
Cliquem no botão Opções da rede sem fios…
Escolha a opção 5GHz e escolha uma país
Passo 6:
Seleccionem a opção 5GHz.
Passo 7:
Dêem um nome à nova rede 5GHz, eu chamei-lhe www.pplware.com 5 GHz. Tenha o 5GHz à frente do nome que escolher, é mais fácil seleccionar e distinguir da sua rede primária.
Passo 8:
Seleccionem o país do menu apresentado.
Passo 9:
Agora cliquem no botão Guardar. Por fim cliquem no botão Actualizar e a Estação Base AirPort irá reiniciar.
Rede de 5GHz bem identificada e em utilização
Depois de reiniciado, terão nas escolhas de redes WiFi as duas que criaram. Lembrem-se que as duas terão a mesma encriptação e respondem com a mesma palavra-passe. Volto a sugerir que usem esta banda, a não ser que estejam longe da Estação Base AirPort ou se tiverem muitas barreiras entre o router e o vosso Mac, iPod touch, iPad ou iPhone.

Auslogics Browser Care: O controlo dos seus browsers é seu!

A utilização da Internet coloca-nos expostos a vários perigos e a problemas. Se não tivermos os devidos cuidados acabamos com as nossas máquinas com problemas graves e que muitas vezes levam a que os nossos dados se percam.
Para além dos sistemas, muitas vezes os próprios browsers são vitimas desses problemas e dessas situações. Podemos protegermo-nos de formas muito simples, mas para as situações em que acabamos por perder o seu controlo necessitamos de usar ferramentas específicas.
Auslogics Browser Care é uma dessas ferramentas. E a sua utilização pode ser mais útil do que aquilo que pensam!
brower_care_1

Esta muito simples ferramenta permite que todos tenham de volta as definições dos seus browsers, eliminando de vez problemas que estes possam estar a apresentar.
Não são raras as situações em que os browsers alteram a página inicial, os motores de pesquisa e outras definições, que levam a que os utilizadores sejam encaminhados para sites onde não querem aceder e a usar funções desses mesmos sites, sem que disso se apercebam.
É por isso que o recurso ao Auslogics Browser Care se torna necessário, para repor de uma forma única as definições base e eliminando as alterações.
Qualquer um poderia fazer essa “limpeza” de forma manual e repor o browser na sua forma original, mas esse processo, para além de requerer algum conhecimento técnico, obriga a que sejam seguidos vários passos dentro de cada browser.
Com o Auslogics Browser Care estas funções são feitas de uma única vez e, se pretenderem, podem fazer em todos os browsers que a aplicação suporta, sendo mais rápido e mais simples.
brower_care_2
As funções de reposição que o Auslogics Browser Care suporta são várias e agem em zonas chave do browser. Podem alterar a página de abertura, o motor de pesquisa usado e definir quais as toolbars e addons que querem manter activas e/ou remover.
Outra função que o Auslogics Browser Care tem é a possibilidade de eliminarem os dados de navegação. Aqui podem escolher quais os elementos a eliminar, podendo guardar aqueles que necessitam manter e os que podem ser apagados.
brower_care_3
Por fim podem também restaurar o browser para a definição original, sem quaisquer dados de navegação, add-ons e barras, motores de busca ou endereços de abertura.
Se efectuarem um restauro de forma indevida, o Auslogics Browser Care permite que restaurem versões anteriores de cópias de segurança que tenham feito.
brower_care_4
O Auslogics Browser Care não é uma ferramenta que necessitem usar frequentemente, mas devem tê-la junto das vossas ferramentas essências para que possam recuperar os vossos browsers sempre que estes comecem a apresentar comportamentos menos normais.
Podem ajudar-vos a resolver situações desagradáveis e que impedem uma utilização “normal” da Internet.
Licença: Freeware
Sistemas Operativos: Windows XP/Vista/7 /8 /8.1