segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Steve Ballmer já se despediu dos funcionários da Microsoft

Steve Ballmer sempre foi conhecido como um orador muito efusivo e com uma capacidade de cativar de forma completa as suas audiências. Este “animal” de palco sempre esteve presente nos melhores momentos da Microsoft, empresa onde está desde (quase) a sua fundação.
anúncio da sua saída, apresentado no final de Agosto, vieram deixar os seus admiradores, os colaboradores da Microsoft e o público em geral em expectativa. Esta saída só se efectivará em meados do próximo ano, mas Steve Ballmer começou já a tratar de se despedir dos seus funcionários.
steve_ballmer_despedida_1

O processo de saída de Steve Ballmer ainda não começou de forma oficial, mas este começou já a tratar de se despedir dos seus colaboradores. Vão ser 12 meses em que deverá tratar de terminar alguns processos internos de reestruturação da empresa, ao mesmo tempo que deverá tratar de abrir os caminhos e para o seu sucessor.
Ainda não existem nomes concretos e oficiais, mas a lista de potenciais substitutos é já conhecida e foi bem detalhada.
O último passo que Steve Ballmer deu, como CEO da Microsoft deverá ter sido a compra da divisão móvel da Nokia.
Mas o processo de abandono da Microsoft vai ser longo e pesado para Steve Ballmer. Foram quase 30 anos que este entusiasta da tecnologia esteve ligado à Microsoft e à sua gestão.
Na passada semana, no encontro anual dos funcionários da Microsoft, que decorreu em Seatle, Steve Ballmer subiu ao palco e, no final da sua apresentação, deixou que os seus sentimentos falassem mais alto e mostrou uma faceta mais sentimentalista, mostrando que a sua saída da Microsoft vai ser muito emotiva e sentida.
O video que mostramos abaixo, e que o site The Verge conseguiu capturar nesse evento, mostra os momentos finais da presença em palco de Steve Ballmer, onde este mostrou a sua faceta mais sentimental.
Tal como sempre foi conhecido, de forma efusiva, sentimental e muito aberta, Steve Ballmer mostrou a todos o que sente por deixar a Microsoft, ao mesmo tempo que mostrou aos empregados da Microsoft que devem continuar a trabalhar de forma empenhada para “a maior empresa do Mundo”
A saída de Steve Ballmer numa altura em que novos desafios estão a chegar vai deixar um pesado fardo ao seu sucessor. A integração da Nokia e os novos Surfaces são apenas duas das frentes que vão ter de ser trabalhadas e resolvidas.
Mas a escolha do sucessor, Stephen Elop, ex-CEO da Nokia, e muitos outros nomes foram avançados, será um processo que será feito com tempo e com toda a calma necessária para que este seja o que melhor vai servir os interesses da Microsoft.
Não será com certeza um Steve Ballmer, com a sua paixão e com o seu empenho, mas deverá servir os interesses da Microsoft de forma tão aplicada como este o fez.