quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Microsoft proibida de usar o nome SkyDrive


A Microsoft perdeu em tribunal o direito de usar o nome SkyDrive em toda a União Europeia (UE). Numa batalha judicial contra uma operadora britânica de televisão, a Sky Broadcasting Group (BSkyB), quem saiu a perder foi a multinacional norte-americana que irá agora ter de escolher outro nome.
A BSKyB  alegou perante a justiça que o uso do termo “sky” pela empresa de Steve Ballmer não era apropriado, além de ser suscetível de gerar confusões entre os consumidores. A Microsoft ainda recorreu da sentença, mas no veredito final, conhecido esta sexta-feira, a empresa acabou por sair derrotada, comprometendo-se a trocar o nome do seu serviço de armazenamento de arquivos na “nuvem” não só na Europa, mas também no resto do mundo. O acordo envolveu também uma compensação financeira.
Quanto ao novo nome que a empresa de Redmond irá adotar ainda nada se sabe (sugestões?), mas a companhia está ainda autorizada a usar a marca por um período de tempo razoável até a transição ordenada para um novo nome ficar concluído.
Esta não é a primeira vez que a Microsoft enfrenta problemas devido ao uso de nomes já existentes. Ainda há bem pouco tempo a norte-americana foi obrigada a rebatizar a interface gráfica Metro (do Windows 8) para Microsoft Modern UI Style Guide, depois de uma empresa alemã com esse nome ter reclamado.