quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Hackers pirateiam página inicial da Google na Palestina


Palestina

A página inicial do motor de busca Google na Palestina foi atacada esta segunda-feira (26) por piratas informáticos. Os hackerslimitaram-se a deixar uma mensagem de teor político na página que dizia “Tio Google, nós dizemos ‘olá’ da Palestina para te lembrar que o nome do país no Google Maps não é Israel, mas Palestina”.
A mensagem continuava mais abaixo, mostrando o mapa da região: “Pergunta: o que aconteceria se nós mudássemos o nome do país de Israel para Palestina no Google Maps? Seria a revolução”. O ataque foi notado quando o endereço google.ps passou a conduzir os utilizadores para uma página que mostrava a informação “conta suspensa” e exibia a mensagem.
De acordo com o site ZDNet, os servidores não foram atacados, apenas a página. Os hackersconseguiram piratear o domínio e redirecionar os utilizadores para outro servidor em Marrocos.
O caso parece uma “vingança” dos hackers palestinos contra a Google devido à nomenclatura ainda algo confusa do país no Google Maps.
t-google-ps-hacked-1377548602
Contudo, recorde-se que, em maio deste ano, a empresa trocou o nome do seu motor de busca no país, deixando de utilizar o termo Territórios Palestinos para usar o nome Palestina. O governo de Israel chegou a exigir que a empresa reconsiderasse a decisão