sábado, 20 de abril de 2013

Tente reparar seu Windows 7 com algumas destas dicas caso exista avaria pos instalar actualizações

Tente reparar seu Windows 7 com algumas destas dicas!


Uma atualização disponibilizada pela Microsoft nessa terça-feira (09) tem causado problemas em máquinas com o Windows 7 instalado. Se o seu computador foi afetado e não reinicia mais, tente algumas das ações listadas abaixo. A Microsoft, até o momento, não ofereceu nenhum tipo de serviço de reparo, portanto, se estas dicas não fizerem seu sistema voltar à ativa, parece que a solução vai ser, realmente, formatar o seu disco rígido.
Importante: nenhum dos comandos sugeridos a seguir vai danificar o seu Windows 7.

Prompt de comando:

  • Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado;
  • Escolha a opção "Prompt de Comando";
  • Digite o comando “dism.exe /image:C:\ /cleanup-image /revertpendingactions”
  • Importante: se o Windows estiver em uma partição diferente de "C:", a letra deve ser substituída;
  • Aperte “Enter”;

Se o comando listado acima falhar:

  • Digite o comando “cd C:\windows\winsxs” e aperte “Enter”;
  • Importante: novamente, se o Windows estiver e uma partição diferente de "C:", a letra deve ser trocada.
  • Digite o comando “rename pending.xml pending.xml.bak”; e
  • Aperte “Enter”;

Última configuração válida:

  • Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado; e
  • Selecione a opção "Última configuração válida".

Restauração do sistema:

  • Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado;
  • Acesse a opção "Reparar seu computador";
  • Insira a senha de administrador do sistema;
  • Escolha a opção "Restauração do Sistema";
  • Marque uma data anterior à instalação da atualização; e
  • Quando retornar à tela anterior, selecione "Reparo de Inicialização" e, por fim, reinicie o computador.

Se o "Reparar seu computador" não aparecer:

  • Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado;
  • Selecione "Prompt de Comando";
  • Digite o comando “rstrui” e aperte “Enter”;
  • Marque uma data anterior à instalação da atualização; e
  • Na tela anterior, selecione "Reparo de Inicialização" e reinicie o computador.

Substituição de arquivo:

  • Importante: se você não possuir o arquivo que deverá ser substituído, baixe-o aqui;
  • Em um computador que funciona, vá até a pasta “C:\Windows\System32\drivers”;
  • Procure o arquivo “ntfs.sys” e copie esse arquivo para um pendrive;
  • Inicie o sistema danificado usando o LiveCD do Linux;
  • Importante: se você não conseguiu copiar um arquivo ntfs.sys de outro computador, vá até a pasta "Windows\winsxs" e procure pelo arquivo "ntfs.sys" nas subpastas. Pegue o arquivo mais novo que achar e copie (CTRL+C);
  • Navegue na pasta "drivers" mencionada acima;
  • Renomeie o arquivo “ntfs.sys” para “ntfs.sys.bak”;
  • Copie o arquivo “ntfs.sys” da máquina que funciona (que está no pendrive) ou cole o arquivo copiado da subpasta de “winsxs” para o sistema danificado;
  • Importante: se isso não funcionar, inicie o sistema pelo Linux, exclua o “ntfs.sys” copiado e renomeie o “ntfs.sys.bak” para “ntfs.sys”. Em seguida, tente outra forma de reparo.

Para evitar danos depois que o Windows iniciar

  • Vá ao Painel de Controle e procure a opção Windows Update;
  • Clique nas atualizações e desmarque a caixa referente à atualização KB2823324.


Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/windows-7/38479-tente-reparar-seu-windows-7-com-algumas-destas-dicas-.htm#ixzz2R2nroKyD

Vírus é capaz de alterar boletos gerados na web e desviar os pagamentos

Praga se destaca por também atuar no mundo offline, já que modificação do código continua mesmo com o documento sendo impresso.


Comparação entre boleto verdadeiro e alterado. (Fonte da imagem: Reprodução/Linha Defensiva)

O site Linha Defensiva, especializado em segurança, alerta para o perigo de uma nova e inteligente praga virtual no Brasil. Em publicação desta manhã (15), o portal revela que o malware é capaz de alterar a numeração da linha digitável de boletos bancários acessados pelos navegadores, desviando o destino de pagamento.

Como funciona


A fraude foi muito bem planejada primeiramente, o vírus verifica a presença de softwares de segurança dos bancos e tenta removê-los. Como se isso não bastasse, o invasor desabilita o firewall do sistema operacional, efetua uma cópia de si mesmo com um nome qualquer e configura esse “desmembramento” para ser iniciado junto com a inicialização do computador.
Depois de se infiltrar no SO, a praga permanece monitorando as atividades realizadas no PC e detecta quando um boleto é aberto no browser. Ao perceber esse tipo de atividade, ele altera a numeração do documento e corrompe o código de barras, obrigando que a transação seja efetuada pelo primeiro recurso — o qual foi alterado para encaminhar o pagamento para uma conta fraudulenta.

Dessa forma, o grande problema é que mesmo ao imprimir o boleto você não escapará do golpe. Assim, até mesmo quem não utiliza o internet banking está suscetível a cair nessa armadilha. Na galeria de imagens abaixo, você pode conferir exemplos de boletos maliciosos.


Aprenda a se defender


A nova linha digitável aplicada pelo vírus não altera os dados legíveis do boleto, como valores, datas de vencimento ou nomes e logos dos bancos, dificultando a percepção da fraude. Além disso, o golpe não funciona a partir de um site ou navegador específico, o que permite a praga atuar com documentos de pagamento gerados a partir de qualquer instituição financeira.

Para se defender dessa ameaça e identificá-la o mais rápido possível, o Linha Defensiva fornece algumas dicas importantes:

  • Ao ser corrompido, o código de barras fica com espaços em branco. Esses buracos são os responsáveis pelo erro de leitura pelos caixas eletrônicos ou aplicativos baseados no QR Code, por exemplo;
  • As numerações modificadas das linhas digitáveis dos documentos são sempre parecidas. Assim, se ao emitir mais de um boleto você perceber um número muito similar, abra o olho;
  • Por fim, os logos dos bancos nem sempre correspondem aos seu correto código de identificação.

terça-feira, 16 de abril de 2013

De onde surgiu o termo bug informático ??

´Surgiu em 1943, houve um problema durante o desenvolvimento do Mark II e os pesquisadores passaram 3 dias para descobrir qual era o problema no computador, era um inseto que morreu torrado dentro do mainframe e queimou um relé.

´A partir daí todo problema que havia os pesquisadores apontavam para o bug ( inseto em inglês ), e até hoje  continua-se a associar o termo Bug a falhas na informática.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Mate 1.6 – Um passo de gigante, relativamente à versão 1.4

Um dos melhores ambientes de gráficos de trabalho
Uma das características que sempre me fascinou no mundo Linux é a possibilidade que o utilizador tem em personalizar o seu sistema. Se não gosta, por exemplo, do ambiente gráfico, então troca por outro que se adapte as suas necessidades ou que tenha melhor performance.
Depois de 8 meses de trabalho, a equipa responsável pelo ambiente gráfico de trabalho Mate anunciou o Mate 1.6. Hoje vamos conhecer as novidades desta versão e também aprender como instalar no Ubuntu.
mate_00
Para quem não conhece, o Mate (que vem por omissão no Mint) é um fork do Gnome 2 e é compatível com o Gnome 3.  Segundo os responsáveis do Mate, esta versão é “Um passo de gigante, relativamente à versão 1.4”. Esta versão vem com muitas novidades, das quais se destacam o suporte para Systemd-logind , melhorias significativas no Caja (gestor de ficheiros) e muito mais.
mate_01
Melhorias no Caja (Gestor de ficheiros)
  • Suporte para nova especificação de thumbnailers
  • Nova frame para thumbnails
  • Melhorias significativas na sidebar
  • Suporte para o freedesktop.org
  • Wallpapers fica agora em cache para uma melhor gestão de memória
mate_04
MATE Control Center recebeu também algumas novidades, incluindo uma opção par activar o Marco compositing manager e várias opções para as janelas.
mate_05
Outras novidades
  • Suporte para o Systemd-logind
  • Melhorias no Mate Panel
  • Melhorias no Marco (Gestor de janelas)
  • Melhorias no Control Center
  • Melhorias no Atril (visualizador de documentos)
  • Melhorias na calculadora
  • Melhorias nos temas, ícones e sistema de notificações
Instalar o Mate 1.6 no Ubuntu
Para quem pretender instalar o Mate 1.6 no Ubuntu, basta abrir o terminal e inserir os seguintes comandos
sudo add-apt-repository "deb http://packages.mate-desktop.org/repo/ubuntu $(lsb_release -cs) main"
sudo add-apt-repository "deb http://repo.mate-desktop.org/ubuntu $(lsb_release -cs) main"
sudo add-apt-repository "deb http://mirror1.mate-desktop.org/ubuntu $(lsb_release -cs) main"
sudo apt-get update
sudo apt-get install mate-archive-keyring
sudo apt-get update
sudo apt-get install mate-core mate-desktop-environment
Em seguida deve fazer logout e escolher o ambiente gráfico de trabalho Mate:
mate_06

Com base nos testes realizados, o Mate 1.6 aparenta oferecer melhor performance que o Mate 1.4. para quem quiser saber mais sobre esta versão, basta consultar aqui a página oficial. Experimentem e deem-nos o vosso feedback.

domingo, 7 de abril de 2013

Windows Media center para Windows 8 Qualquer versão com chave key


Windows 8: como adicionar o Windows Media Center de graça

Agora, use o atalho “Windows + W” para abrir o campo de pesquisa do SO. Nele, digite “Adicionar recursos ao Windows 8” e selecione a opção de mesmo nome.

Windows 8: como adicionar o Windows Media Center de graça
Clique em “Já tenho uma chave do produto”.
Windows 8: como adicionar o Windows Media Center de graça
Insira-a na tela seguinte (espere um instante para que ela seja verificada).
Windows 8: como adicionar o Windows Media Center de graça

Antes de avançar, salve qualquer trabalho que você esteja realizando, pois o computador será reiniciado pelo menos uma vez quando você confirmar que o download do Windows Media Center deve começar.

 Insira a chave:RR3BN-3YY9P-9D7FC-7J4YF-QGJXW
depois espere que o pc reinicie e obterá o Windows Media Center.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Versão beta do ubuntu 13.04 já disponivel para download


O Ubuntu 13.04 Raring Ringtail final beta está neste momento disponível para download. De referir, que ao contrário do que tinha sido planeado pela Canonical (quer seriam duas versões beta), o Ubuntu 13.04 Raring Ringtail apenas terá esta versão beta. Relembramos que, segundo o cronograma disponibilizado pela Canonical, a versão final chegará dia 25 de Abril e apenas terá 9 meses de suporte (que terminará em Janeiro de 2014).
ubuntu_rr
 A beta final inclui já algumas novidades que estarão presentes na versão final, das quais se destacam:
  • Novos atalhos/interfaces para o shutdown e Log  Out
ub_1304_00
  • Um novo menu de sincronização para o Ubuntu One
  • Unity com melhor performance
  • Novas animações na Interface, incluindo Windows Snap
  • Scroll-switching para janelas abertas no Unity Launcher
ub_1304_01
Além das novidades referidas, o Linux kernel foi também actualizado para a versão 3.8.5, o Upstart par aa versão 1.8 e o Python para a versão 3.3.
 O bassarisco vive na América do Norte e seu habitat inclui os estados da Califórnia, Colorado, Oregon, Arizona, Novo Mexico, Nevada, Texas, Utah e vai até o norte do México. É noturno e bom escalador de árvores. Alimenta-se de frutas, insetos e pequenos vertebrados. Mede de 30 a 45 centímetros de comprimento e sua cauda é semelhante a do guaxinim só que mais comprida e fina. Também é chamado de gato dos mineiros devido a sua semelhança com o felino.
ubuntu_rr1
Segundo Mark Shuttleworth, O Ubuntu 13.04 assinalará um momento de mudança, sendo esta versão também direccionada para TVs, tablets e smartphones.
Download: Ubuntu 13.04 
Homepage:Ubuntu