quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Windows Live Messeger 2012 para download




Bem ele veio com algumas novidades uma delas  é o skydrive e Uma mudança no visual do Windows Live Messenger

Aqui segue o download:


Shared

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Saiba o tempo de arranque e fecho do seu Windows


Uma das maiores preocupações dos utilizadores do Windows é o seu tempo de arranque. Este é sempre um dos pontos de comparação com outros sistemas operativos e é sempre uma das maiores guerras que acabam por eclodir sempre que começam as comparações.
Mas afinal como detectar este tempo num Windows sem recorrer a qualquer aplicação e confiar apenas e só no bom e velho Windows? Simples, vejam abaixo como o fazer…
A dica que hoje apresentamos vai permitir que verifiquem qual o tempo que o vosso Windows demorou a arrancar e a encerrar. Esta informação poderá servir para verificarem o tempo que o vosso sistema operativo realmente demora a arrancar e vão poder confirmar que a remoção de determinados softwares aceleram o processo de arranque ou de encerramento do Windows.
A dica é simples e requer que verifiquem um dado que está desde sempre no visualizador de eventos. Sim, o Windows regista o tempo que demorou a arrancar e a encerrar. Só temos de saber onde procurar.
Para iniciarem o processo de visualização destes dados devem começar por chamar o visualizador de eventos do Windows. Para isso no menu iniciar devem escrever event ou visualizador. Deve surgir como hipótese, no topo, o Visualizador de Eventos do Windows.



Ao escolherem o Visualizador de Eventos do Windows será aberta uma janela desta aplicação. Devem navegar na coluna da esquerda para o seguinte registo:

Registo de Serviços e Aplicações -> Microsoft -> Windows -> Microsoft-Windows-Diagnostics-Performance -> Operational

Ao chegarem a esse registo devem seleccioná-lo e escolherem na coluna da direita da janela do Visualizador de Eventos a opção Filtrar Registo Actual.
Neste ponto devem diferenciar o tipo de tempo que pretendem verificar. Os passos abaixo são os necessários para a visualização do tempo de arranque. De seguida daremos também os passos necessários para verificarem os tempos de encerramento do Windows.
Tempo de Arranque
Ao seleccionarem a opção indicada será aberta uma nova janela onde devem seleccionar os seguintes dados:
  • Nível de evento: Aviso
  • ID de evento: 100 – Este é o código associado ao arrancar do Windows

Da lista de eventos que forem apresentados devem escolher o mais recente. Se necessitarem de verificar um arranque mais antigo escolham então essa data.
Os dados apresentados nesse registo são fáceis de interpretar. O valor que procuram está logo no início da janela aberta e está representado como Tempo do Arranque. Esse tempo está expresso em milissegundos pelo que para terem o valor em segundos basta que dividam o valor por mil.

Tempo de encerramento
Para detectarem e verificarem o tempo que o vosso Windows levou a encerrar devem seguir os mesmos passos, mas apenas com uma alteração. O código associado ao ID do evento deve ser o 200. Este é o código associado ao evento encerrar do Windows.

Mais uma vez devem escolher a data mais recente para verem o tempo de encerramento mais recente. Podem também ver outras datas para verificar encerramentos anteriores.

Usem esta pequena dica para verem com elevado grau de precisão o tempo que o vosso Windows leva a encerrar e a arrancar. Podem naturalmente comparar com outros sistemas operativos e assim terem dados que vos permitam garantir qual deles é efectivamente o mais rápido.


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Windows 8 Enterprise Evaluation for Developers Final

O Windows 8 está pronto! Microsoft disponibiliza versão final de avaliação voltada para desenvolvedores.

Ao que parece, o Windows 8 finalmente está pronto. Prova disso é que a Microsoft acabou de tirar do forno a versão final da sua plataforma voltada para desenvolvedores.
A ideia dessa edição é permitir que as empresas e programadores de aplicativos e jogos comecem a trabalhar em versões de seus produtos completamente adaptadas para o sistema operacional da empresa de Redmond – que deve ser oficialmente lançado no dia 26 de outubro.
Assim como na edição Release Preview, o Windows 8 Evaluation for Developers também possui suporte para o português em todo o sistema. Com isso, você pode conhecer com mais facilidade e propriedade um pouco daquilo que a plataforma tem a oferecer.

Observações importantes

Apesar de ser criado para desenvolvedores, você pode experimentar o Windows 8 Evaluation for Developers na sua casa. Contudo, é de suma importância que você fique atento para alguns fatos.
Primeiramente, é válido ressaltar que o SO, em teoria, está em fase de desenvolvimento, ou seja, ele ainda pode apresentar instabilidades, incompatibilidades e falhas de reprodução – embora os relatos sobre esses tipos de eventos sejam muito raros. Portanto, você não deve utilizá-lo como plataforma-padrão para suas atividades no PC.
Além disso, os softwares que fazem parte das versões de teste do Windows 8 podem ser modificados sem prévio aviso. O sistema operacional é oferecido “as is”, e o usuário assume o risco de utilizá-lo, uma vez que ele pode não ser estável.

Por ser uma edição de avaliação, o Windows 8 Evaluation for Developers tem sua licença de uso expirada depois de 90 dias. Após esse período, o sistema deixará de ser atualizado pela empresa.
Devido a isso, a própria Microsoft sugere que esta plataforma seja instalada em máquinas virtuais. Clique aqui para descobrir como fazer isso. É importante salientar que a empresa de Redmond não prestará suporte técnico para esta versão do SO.  Por fim, devemos salientar que o Windows 8 Evaluation for Developers pode não operar corretamente ou ter o mesmo desempenho que a versão comercial.

Nova interface

Esta é a mudança mais sensível em relação às versões anteriores. O Windows 8 apresenta uma nova interface ao estilo Metro: um layout limpo, simples e personalizável, com animações que deixam o computador mais interativo.
De início, você se depara com a nova tela "Start", contendo os mosaicos característicos da Metro UI. Os quadrados são dinâmicos, quer dizer, sempre atualizados. Por exemplo, o aplicativo de tempo e temperatura mostra o clima de qualquer cidade em tempo real.
Nova tela inicial.
Não falta integração com programas Windows Live, e é muito simples conectar a sua conta com o sistema operacional. O compartilhamento de conteúdo também é bastante facilitado. Por exemplo, se você quer enviar imagens por email, pode pegá-las do Facebook, do Flickr e do seu disco rígido a partir de uma única tela.
É possível reorganizar o mosaico como você preferir, bastando arrastar os quadrados para onde você quiser. Qualquer atalho pode ser facilmente removido, clicando com o botão direito sobre ele e marcando a opção "Unpin".
A barra de buscas internas foi reformulada. Sempre que você digitar alguma palavra para buscar aplicativos ou documentos, poderá contar com filtros para refinar as pesquisas e facilitar o acesso a determinados arquivos.
Integração entre aplicativos.

Especial para o toque

O Windows 8 funciona em computadores convencionais e em tablets. Logo, todos os aplicativos, serviços e sistemas internos são compatíveis com toques na tela. O teclado virtual integrado é simples e oferece teclas grandes para evitar problemas referentes à digitação. Tarefas como copiar e colar são muito facilitadas com o suporte do novo sistema.
O Windows 8 tem compatibilidade nativa com a tecnologia USB 3.0, o que garante a transmissão e transferência de dados com bastante velocidade. Se o tablet ou computador for equipado com sensores NFC, rapidamente podem ser feitas análises de produtos e outros aparelhos que contêm a mesma tecnologia.
Canetas stylus podem ser utilizadas para desenhos ou mesmo para escrever, pois o sistema identifica rapidamente os caracteres. Isso pode ser utilizado diretamente na tela (pelo touchscreen) ou por mesas digitalizadoras.
Aplicativos para o Windows 8.

Compatibilidade com o desktop do Windows 7

Apesar de todas as modificações da interface Metro, o Windows 8 terá compatibilidade com seu antecessor. A Área de trabalho continua com a mesma cara: o papel de parede é o mesmo, a Barra de tarefas segue o padrão e os ícones também são idênticos. A primeira mudança notável é no botão do Menu Iniciar: deixando o cursor do mouse sobre ele, abrem-se um relógio e um menu com atalhos para configurações, dispositivos, compartilhamento e busca.
A segunda modificação sensível é que todas as janelas do sistema têm o padrão Ribbon, do Office. Há sempre ferramentas disponíveis, dependendo do arquivo ou pasta que você seleciona. Essa barra é facilmente escondida por uma simples seta, assim, quem não gosta do recurso não precisa lidar com ele sempre.
Há também modificações sutis na Barra de títulos. Os ícones estão ainda mais caprichados, e agora o texto é centralizado. Há muito capricho também na janela do Gerenciador de tarefas: ela utiliza cores para que as informações sejam compreendidas com mais facilidade. Quanto mais pesado um processo, mais forte é a cor dele. Assim, ele está sempre destacado. Há muitos gráficos que esclarecem o uso de processador, memória, disco e conexões de rede.
Novo Gerenciador de tarefas.
Para quem usa mais de um monitor, é possível configurá-los para que exibam, ao mesmo tempo, a nova tela "Start" e o já conhecido desktop do Windows 7. O Windows 8 também se adapta facilmente a qualquer resolução , o que ajuda aqueles usuários que usam um monitor mais antigo.

Windows Store

A Windows Store vai reunir diferentes aplicativos em categorias de fácil exploração. Programas considerados ótimos serão destacados, assim como aqueles mais baixados. Todos os apps para o Windows 8 Release Preview são gratuitos. Após o lançamento da versão final do SO, serão disponibilizados outros softwares a diferentes preços, sendo possível testá-los antes de comprar.
O acesso à loja é facilitado por um atalho na interface Metro. Os aplicativos são organizados por gêneros e preços, com screenshots, descrição e análise de usuários, como acontece no Android Market e na AppStore.
É bastante simples enviar os softwares criados para a loja, e há um detalhe interessante: antes de serem divulgados e disponibilizados para o público, os programas precisam passar por uma avaliação da própria Microsoft, o que deve prevenir a presença de arquivos infectados.
Windows Store.

Internet Explorer 10

O Internet Explorer 10 está muito diferente no ambiente Metro. A barra de endereço agora está localizada na parte de baixo e há poucos botões. Para ganhar ainda mais espaço, é possível escondê-la. Assim, a tela é preenchida totalmente com a página exibida. O clique com o botão direito do mouse serve para adicionar novas abas. Um detalhe bastante agradável são as notificações, como quando um download é concluído.
É um exemplo do conceito proposto pelo novo Windows em relação aos aplicativos. Eles serão executados em tela cheia, adaptando-se às mais variadas resoluções, desde telas de tablet até grandes monitores.
Internet Explorer 10.

As novidades desta versão

Muitas das melhorias implementadas no Windows 8 Evaluation for Developers não são aparentes, como correções de alguns bugs e aperfeiçoamentos dos seus recursos de segurança – algo que quase sempre acontece entre uma edição e outra dos sistemas operacionais.
Contudo, esta versão também conta com novidades que você logo perceberá. A primeira delas é na animação de inicialização, que agora possui o logotipo do Windows 8 e uma roda que permanece girando durante o boot. Porém, ainda não se sabe se esse será o padrão para a edição comercial da plataforma.
A tela de bloqueio do SO também teve mudanças, passando a apresentar novas imagens – como montanhas localizadas em Washington. Acompanhando essa tendência, a tela inicial do sistema é outro recurso que teve seu repositório de planos de fundo aumentado.
Internet Explorer 10 no Windows 8.
Outra característica facilmente notada é a ausência do Aero, o recurso do Windows 7 que tornava as janelas e barras de ferramentas transparentes. Com isso, o visual do Windows 8 Evaluation for Developers é mais opaco e chapado.
Além disso, a Windows Store foi praticamente inaugurada. A loja de aplicativos criada especialmente para a nova plataforma da Microsoft já está viabilizando o processo completo de venda de programas. Ela ainda ganhou um maior número de softwares ofertados.
Por fim, esta edição traz a ferramenta empresarial Windows to Go em pleno funcionamento. Através desse mecanismo, as pessoas podem integrar seus smartphones com Windows Phone e tablets com Windows RT diretamente com o computador. É a mobilidade predominando no mais recente produto da Microsoft.
 
Licensa: valida por 90 dias apos isso o Sistema operativo deixa de asr actualizado

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Versão final do Windows 8 vaza na internet

Edição N do sistema operacional já pode ser adquirida de forma ilegal através de sistemas de distribuição P2P.
 


Embora a Microsoft só vá lançar o Windows 8 em outubro deste ano, uma versão finalizada do sistema operacional já está circulando pela internet. Disponível através de sistemas de torrent, a variação Enterprise do produto já pode ser baixada e instalada por qualquer pessoa — operação considerada ilegal e que não é recomendada.
O vazamento aconteceu antes mesmo de a plataforma chegar aos consumidores da MSDN e TechNet, que só devem recebê-la no dia 15 deste mês. A expectativa é que as demais variações do software sofram do mesmo destino, chegando aos consumidores através da pirataria antes de ser oferecida pelos meios oficiais.
A versão do Windows 8 disponível atualmente está marcada como sendo a edição “N” do produto, que não inclui o Windows Media Player. Essa variação do sistema operacional foi criada após uma decisão da União Europeia, que obrigou a Microsoft a oferecê-lo sem o reprodutor multimídia. Consultada pelo site The Verge, a empresa afirmou que não está discutindo o assunto no momento.