segunda-feira, 9 de julho de 2012

É hoje: milhões de pessoas devem ficar sem internet devido à remoção do DNSChanger

 


 (Fonte da imagem: Reprodução/iStock)
No final do ano passado, o FBI e outras organizações internacionais conseguiram prender seis estonianos que estavam por trás de um esquema de crimes virtuais praticados por meio do malware chamado DNSChanger.
Esse vírus funciona infectando servidores DNS e os transformando em "vampiros". Isso significa que, quando algum internauta tenta acessar determinadas páginas, o DNS ilegal o redireciona para endereços falsos e infectados.
Contudo, mesmo com a rede criminosa desfeita, o malware já estava espalhado em milhões de computadores. Para acabar de vez com essa ameaça, as autoridades norte-americanas passaram meses procurando e estudando os servidores utilizados pelos cibercriminosos.
(Fonte da imagem: Reprodução/iStock)
Conforme noticiamos na semana passada, o FBI pretende desativar hoje (09) os servidores DNS que funcionavam para ludibriar os internautas, interrompendo a proliferação dessa praga virtual.
Todavia, com o desligamento desses servidores, aqueles que estiverem com seus computadores infectados devem ficar sem acesso à internet – já que suas máquinas vão continuar buscando por endereços que não existem mais. Assim, milhões de pessoas devem ficar offline ao longo deste dia.

Como saber se você está infectado

O FBI desenvolveu e divulgou uma ferramenta com a qual você consegue descobrir se o seu PC está configurado para acessar um servidor “vampiro”. Para averiguar isso, clique aqui e insira seu IP no local indicado.
(Fonte da imagem: Reprodução/DNS-OK)
Outra dica dada pelo site SlashGear é abrir o serviço DNS-OK no seu navegador. Essa página foi criada especificamente para investigar se a sua conexão está sendo redirecionada maliciosamente. Ao abrir esse serviço, é exibida uma imagem com um plano de fundo verde (está tudo certo com o seu computador) ou vermelho (sua máquina está infectada).

Limpando o seu PC

Antes de realizar qualquer tipo de ação contra o funcionamento do DNSChanger, é importantíssimo que você realize um backup de todos os seus arquivos pessoais, como fotos, vídeos, documentos e músicas. Lembre-se de realizar uma varredura nesse conteúdo para garantir que nenhum malware está escondido nele.
Com a integridade das suas informações garantida, você pode usar uma série de ferramentas de segurança tradicionais e que já estão preparadas para identificar e eliminar essa praga, conforme listado pelo DNSChanger Working Group – incluindo Microsoft Safety Scanner, Avira DNS Repair-Tool, McAfee Stinger, Microsoft Windows Defender Offline, Norton Power Eraser e Trend Micro Housecall.